Gagueira é um problema genético

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010 as 13:32, por: cdb

Pesquisa divulgada no New England Journal of Medicine mostrou que cientistas do Instituto Nacional de Surdez e Outros Distúrbios de Comunicação (NIDCD, sigla em inglês), dos Estados Unidos, identificaram três genes defeituosos que podem explicar o problema da gagueira em algumas pessoas.

Batizados de GNPTAB e GNPTG, esses dois genes estão ligados ao metabolismo celular. O estudo mostra que o problema acontece quando há uma desordem metabólica que provoca o acúmulo de uma substância potencialmente perigosa que pode causar problemas em quase todas as áreas do corpo, incluindo o cérebro.

Segundo o estudo, quando há dois desses genes com defeito, ao menos um está associado com a gagueira. 

O problema pode ser provocado por distúrbios metabólicos que afetam a função cerebral.

Um terceiro gene defeituoso também foi identificado entre os gagos, mas os cientistas não souberam precisar essa relação.

O estudo avaliou dezenas de famílias com casos de gagueira e milhares de indivíduos isolados, gagos ou não, nos Estados Unidos, na Inglaterra e no Paquistão. Em quase um de cada dez doentes examinados foram identificados uma mutação em pelo menos um dos três genes.

Um tratamento que está sendo testado pelos médicos consiste na injeção de uma enzima fabricada em laboratório. Normalmente, essa enzima é produzida na corrente sanguínea. No caso dos gagos, ela não existe.