Gaddafi ameaça atacar a Europa e Hilary pede sua saída do poder

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 2 de julho de 2011 as 16:09, por: cdb

O líder líbio Muammar Gaddafi prometeu atacar “casas, escritórios e famílias” na Europa em retaliação aos ataques aéreos da OTAN em seu país. A secretária de Estado norte-americana Hilary Clinton retrucou dizendo que ele deve deixar o poder em vez de fazer ameaças.

Hilary Clinton
Hilary Clinton criticou as ameaças de Gaddafi neste sábado

Em uma transmissão via telefone para cerca de 100 mil simpatizantes na Praça Verde em Trípoli, Gaddafi pediu o fim dos bombardeios da OTAN ou caças líbios vão atacar a Europa “como um enxame de gafanhotos ou abelhas.”

Gaddafi, que junto com seu filho e chefe de inteligência, enfrenta um mandado de prisão internacional por crimes contra a humanidade, prometeu lutar até o fim e classificou a operação da OTAN como uma agressão colonial destinada a controlar as riqueza de petróleo da Líbia.

– Recuem, vocês não têm chances de vencer esse povo corajoso – disse Gaddafi em pronunciamento na sexta-feira.

– Eles vão atacar suas casas, seus escritórios e suas famílias, que vão se tornar alvos militares da mesma forma que vocês transformaram nossos escritórios, nossas sedes, casas e crianças no que vocês consideram legítimos alvos militares –  disse.

– Se nós decidirmos, podemos atacar a Europa como um enxame de gafanhotos ou abelhas. Portanto eu os aconselho a recuar, antes que tenham que enfrentar uma catástrofe.

Clinton criticou as ameaças de Gaddafi neste sábado e intensificou sua exigência para que o líder líbio deixe o poder.

– Em vez de fazer ameaças, Gaddafi deve colocar o bem-estar e os interesses do seu próprio povo em primeiro lugar. Ele deve deixar o poder e ajudar a facilitar uma transição democrática – disse Clinton em entrevista coletiva durante uma visita à Espanha.

A ministra das Relações Exteriores espanhola, Trinidad Jimenez, disse que sua posição permanece inalterada.

– A resposta da Espanha e de sua coligação internacional é manter a unidade e a determinação com que temos trabalhado nos últimos meses – disse.

O discurso de Gaddafi foi feito quando rebeldes da Líbia, que tinham avançado para 80 km em direção à capital, foram contidos pelas forças do Governo, ressaltando a resistência obstinada das tropas Gaddafi diante da revolta de cinco meses no país.

Comments are closed.