G7 alerta contra retirada antecipada de estímulos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 3 de outubro de 2009 as 12:39, por: cdb

A economia global está se recuperando, mas permanece “frágil,” e autoridades devem ter cuidado para não retirar as medidas de estímulo muito cedo, afirmou neste sábado o G7, de acordo com o esboço de um comunicado.

“Estamos monitorando os desenvolvimentos econômicos para assegurar que o enfraquecimento das medidas de apoio não ocorrerá prematuramente, antes que a recuperação global tenha claramente acontecido,” afirmou o esboço, preparado pelos representantes do G7 e obtido pela Reuters.

Os ministros das Finanças e líderes de bancos centrais do G7 devem soltar publicamente um comunicado final neste sábado, após encontro em Istambul.

“Nos meses recentes, começamos a ver sinais encorajadores de uma recuperação econômica global e a contínua melhora nas condições do mercado financeiro. Entretanto, não há espaço para complacência,” informa o comunicado.

“A situação permanece frágil, particularmente no que diz respeito às condições do mercado de trabalho,” acrescenta.

O comunicado deixa espaço para autoridades inserirem comentários sobre as moedas. Uma fonte do G7 afirmou que discussões sobre o câmbio devem refletir o último comunicado do grupo, divulgado em abril.

“Estamos preparando estratégias de saída cooperativas e coordenadas e as comunicaremos claramente, para fixar expectativas e reforçar a confiança,” informou o esboço.

O comunicado também apoia medidas para reforçar o sistema financeiro global, anunciadas pelo G20, em Pittsburgh, na semana passada.

“Apoiamos fortemente o comprometimento internacional de aumentar a qualidade e a quantidade de capital até o final de 2012 e endossamos totalmente a reforma das práticas de compensação,” disse o comunicado, referindo-se ao setor bancário.