Furlan: Governo não deve prorrogar redução do IPI sobre os veículos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 28 de novembro de 2003 as 12:21, por: cdb

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, afirmou que a tendência do governo é de não renovar a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) com o setor automotivo, em razão dos baixos estoques de veículos nas concessionárias.

-A redução do IPI veio em um momento delicado, onde havia estoques elevados, quando a demanda estava ainda muito baixa. Neste momento, a situação no setor automotivo é muito diferente. Eu visitei algumas concessionárias e a disponibilidade de veículos é muito baixa- justificou Furlan, acrescentando que o ministro Antônio Palocci discute o assunto com o setor.

A tendência do governo, segundo Furlan, “é de não prorrogar”. A redução da alíquota do IPI para incentivar a venda de veículos se encerra neste mês.

O ministro Fernando Furlan participou nesta sexta-feira, na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) de evento que reúne empresários do setor da construção civil. Ele reiterou que o juro real (descontada a inflação) deve ficar abaixo de um dígito no ano que vem.

 -Quanto mais cair a inflação, mais deverão cair os juros- afirmou, lembrando que falta pouco para atingir a meta inflacionária de 6%.