Furlan diz que valor do dólar não compromete aumento de exportações

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 3 de abril de 2003 as 16:14, por: cdb

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, voltou a afirmar nesta quinta-feira que o atual patamar de cerca de R$ 3,20 do dólar não compromete a meta de aumento das exportações de 10% para este ano, o que representará um acréscimo de US$ 6 bilhões.

O ministro informou que alguns segmentos que aproveitaram a desvalorização do Real em 2002 e concederam grandes descontos nas exportações, derrubando os preços entre 20% e 30%, como o setor de carnes, têm estímulo agora para retirar o desconto e recuperar os preços.

Furlan se disse muito tranqüilo com a meta fixada para as exportações e confessou estar tentado ampliá-la. Ele revelou que os argumentos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva diante da volatilidade e turbulência internacionais frearam essa disposição, mas, no momento em que tiver uma percepção mais concreta do futuro, a meta poderá ser revista.

“Ânimo de aumentar a meta não falta”, afirmou. Segundo ele, para isso também contribui o setor privado, com o qual tem conversado, “para que não seja uma meta de desejo de ministro, de presidente, mas uma meta baseada em quem realmente opera. Então, os US$ 6 bilhões estão garantidíssimos!”, afirmou.