Furacões geraram perda de US$ 3 bi ao setor agrícola da Flórida

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 30 de setembro de 2004 as 14:53, por: cdb

As perdas do setor agrícola da Flórida –  que fatura US$ 62 bilhões por ano – geradas pela pior temporada de furacões em décadas devem alcançar cerca de US$3 bilhões, informou o governo do Estado na quinta-feira.

Quatro furacões atingiram a região em apenas seis semanas, derrubando árvores cítricas e frutas e quebrando estufas.

O prejuízo em produção e infra-estrutura provocado pelos furacões Frances e Charley está avaliado em US$ 2,1 a 2,2 bilhões , afirmou Terence McElroy, porta-voz do comissário agrícola da Flórida, Charlie Bronson.

Mas mais perdas foram geradas pelo furacão Ivan, que afetou principalmente algodão e amendoim no oeste do Estado, e pelo Jeanne, que varreu o principal condado produtor de grapefruit (toronja, popular na produção de sucos nos EUA).

– Certamente, a estimativa (de US$ 3 bilhões) está dentro do intervalo de previsões. Teremos um valor desta grandeza quando todos as importâncias forem computadas – disse McElroy.

O prejuízo abrangeu todos os setores, da indústria de mudas de flores e plantas ornamentais, avaliada em US$ 10 bilhões por ano, até a indústria de citrus, de US$ 9,1 bilhões, que abastece com laranjas e grapefruits o mercado de frutas frescas e o de sucos.

A Flórida responde por 75 % do fornecimento de grapefruit no mercado norte-americano.

Também foram atingidos os setores de madeira, cana-de-açúcar e de aquicultura.

– Estamos falando de US$ 3 bilhões de um total, num bom ano, de vendas de US$ 7 bilhões com produtos no nível do campo – disse.

– Sem dúvida, alguns produtores de citrus, particularmente aqueles mais velhos que não têm sucessores, com negócios familiares, vão escolher deixar a atividade – disse McElroy.

O governo federal já autorizou cerca de 500 milhões de dólares em ajuda para catástrofes para os produtores da Flórida. McElroy disse que o governo tenta conseguir mais recursos.