Funssol inicia atividades do projeto para terceira idade “Foi eu que fiz”

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 14 de março de 2012 as 14:23, por: cdb
  • Publicação: 14/03/2012 – 17:17h
  • Redatores: Adriana Panzini
  • Release N.º: 519
  • Adriana Panzini ACS/PMI

    O Funssol (Fundo Social de Solidariedade de Indaiatuba) iniciou hoje, dia 14, as atividades do novo projeto “Foi eu que fiz”, que visa oferecer aulas de artesanato para pessoas da terceira idade, uma vez por semana, com duas turmas às segundas e quartas-feiras, das 14h às 16h30, no Espaço Cidadania, no Centro. As participantes, selecionadas entre os grupos de terceira idade coordenados pelo Funssol, irão aprender técnicas em madeira, porcelana, gesso, pintura e tecido, sob a coordenação das professoras voluntárias Gisele de Carvalho e Bianca Barsanti, da loja Tok de Artesanato. Os cursos vão até outubro e metade das peças produzidas serão repassadas para comercialização nos bazares da entidade, a outra metade ficará com a aluna.

    “Assim como outros projetos do Funssol para a terceira idade, esta iniciativa também tem como objetivo oferecer mais opção de lazer e bem estar para as pessoas que atendemos”, explica a assistente social da entidade, Elizabeth Steffen. “Queremos que estas pessoas saiam de casa, se integrem, tenham uma atividade, e com isso desfrutem de maior qualidade de vida”, diz. Elizabeth indica ainda que as peças serão temáticas. “Por exemplo, agora estamos fazendo coelhinhos para a Páscoa. Mais a frente, teremos artigos para o Dia das Mães, e assim por diante”.

    “Acho que participar destes grupos, destas aulas, faz muito bem para nós, gosto muito desta integração”, afirma a aluna Neide Silva Lourenço. “Sempre que posso, indico os programas do Funssol para outras pessoas, acho que ficar isolado faz a gente ficar doente, e nada melhor para se recuperar do que estar com outros colegas e trocar experiências”, completa.

    “Acho que a gente tem sempre que manter a cabeça funcionando, todo dia aprender alguma coisa nova, a cabeça precisa trabalhar”, ressalta a também aluna Josefa Moreti Aparecido, mais conhecida como D. Zefa. “Por isso, acho esta iniciativa muito válida, as pessoas de nossa idade precisam sair de casa e se manter ativas”.

    “Nestas duas ou três horas que estamos aqui, as alunas se esquecem que têm um problema lá fora para resolver, uma tristeza, ou até uma doença. Elas se concentram, distraem a cabeça e se divertem. É isso que vale”, conta a professora voluntária Gisele de Carvalho. “Até mesmo nós, que estamos aqui ministrando as atividades, passamos horas muito agradáveis e esquecemos da vida. Quando o Funssol nos propôs a parceria, não tivemos dúvida de que era um projeto muito relevante e que deveríamos apoiar”, finaliza. A loja Tok de Artesanato acaba de completar um ano de funcionamento e dispõe de inúmeros artigos para artes manuais, na rua Cerqueira Cesar, 1.294.

    Serviço

    Espaço Cidadania – Rua Candelária, 365 – Informações: (19) 3834-9374

    #