Funcionários do HC em Curitiba estão em greve

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 22 de abril de 2003 as 17:17, por: cdb

Funcionários contratados pelo regime da CLT para trabalhar no Hospital de Clínicas, da Universidade Federal do Paraná, em Curitiba, entraram em greve na manhã desta terça-feira. Eles reclamam que a direção do HC não deu qualquer resposta às reivindicações da categoria, que tem data-base em 1º de maio.

Cerca de 1.350 funcionários são contratados pela Fundação para o Desenvolvimento da Ciência, Tecnologia e Cultura (Funpar), da UFPR, mas o dinheiro para pagamento dos salários são repassados pelo HC.

A pauta do Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Ensino de 3º Grau Público (Sinditest) prevê reajuste salarial de 18,75% e aumento de 26% no valor do vale-alimentação. O número de adeptos à greve transformou-se em guerra verbal. O presidente do Sinditest, Antônio Neris, disse que, pela manhã, havia cerca de 200 funcionários parados.

“Nem o sindicato esperava adesão tão boa”, afirmou. Segundo ele, o HC tem três turnos durante o dia e dois à noite, o que dificulta saber o número real de adesão.

O hospital informou que apenas 52 pessoas ficaram sem trabalhar nesta terça-feira. Mas os maiores desfalques – 33 funcionários – estavam em pontos nevrálgicos para o pleno funcionamento da instituição, como a lavanderia e o serviço de manutenção.

A princípio, o hospital não havia registrado cancelamento de consultas ou prejuízo no atendimento a pacientes, mas um balanço do primeiro dia de mobilização dos funcionários somente será apresentado na próxima quarta-feira.