Frente fria causa estragos na Bahia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 8 de abril de 2010 as 11:54, por: cdb

A frente fria que causou a tragédia no Rio de Janeiro chegou à Bahia na noite desta quarta-feira, causando estragos.

 Na cidade de Prado, 796 quilômetros ao sul de Salvador, a BR-489 foi interditada, depois de duas represas do Córrego da Ribeira do Campinho romper.

A água abriu uma cratera de 20 metros da rodovia e invadiu cerca de 100 casas.

Há por volta de 500 desabrigados. Uma mulher de 42 anos morreu depois de pisar em um fio de eletricidade oculto pela inundação.

Em Salvador, raios atingiram duas árvores no bairro periférico de Mussurunga, causando a queda de galhos sobre duas escolas, que tiveram os telhados quebrados. Sete estudantes ficaram feridos, mas sem gravidade.

Por causa da tempestade de raios que ocorreu antes da chuva e da queda de sete árvores, diversos trechos da cidade ficaram sem energia elétrica.

A Coelba, operadora estadual do serviço, alega que as intempéries e descargas elétricas estão prejudicando o fornecimento de energia, mas que equipes atuam por todo o território para minorar os efeitos das chuvas no abastecimento.

A Região Metropolitana, Recôncavo e Extremo Sul são os locais mais afetados. A empresa afirma que estão sendo atendidos com prioridades chamados provenientes de unidades de saúde, escolas e onde há o maior número de pessoas afes pelas quedas de energia.