França: Turquia diz que avisou sobre homem-bomba

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 16 de novembro de 2015 as 13:17, por: cdb

Por Redação, com Reuters – de Belek, Turquia:

Um alto funcionário do governo turco disse nesta segunda-feira, que a Turquia passou informações à França por duas vezes, em dezembro de 2014 e junho deste ano, sobre um dos responsáveis pelos ataques em Paris que mataram pelo menos 129 pessoas.

Somente depois dos ataques de sexta-feira a Turquia recebeu um pedido de informação da França sobre Ismael Omar Mostefai, disse o funcionário turco. Mostefai entrou na Turquia em 2013, mas não há nenhum registro de sua saída.

Pessoas participando de minuto de silêncio em respeito às vítimas de ataques em Paris
Pessoas participando de minuto de silêncio em respeito às vítimas de ataques em Paris

Natural de Chartres, a sudoeste de Paris, Mustafai, tinha 29 anos e é o único militante formalmente apontado pela polícia na França. Ele foi identificado pela impressão digital de um de seus dedos, cortado quando seu colete suicida explodiu.

A Turquia recebeu um pedido de informações da França em 10 de outubro de 2014 sobre quatro suspeitos de terrorismo, mas durante a sua investigação identificou um quinto militante, Mostefai, disse o funcionário. E por duas vezes notificou a França sobre suas conclusões, mas só ouviu falar dele novamente depois dos ataques de sexta-feira, segundo as autoridades.

O alto funcionário do governo disse que Mostefai entrou na Turquia em 2013, mas não havia nenhum registro de sua saída.

Sob pressão dos aliados ocidentais para aumentar seu combate ao Estado Islâmico, a Turquia abriu suas bases aéreas para a coalizão liderada pelos Estados Unidos em julho e reforçou os controles nas fronteiras para tentar conter o fluxo de jihadistas estrangeiros.

Mas o país se queixa da falta de compartilhamento de informações entre aliados e quer que o Ocidente forneça mais informações sobre potenciais suspeitos.