Fórum no Rio discute como usar a tecnologia no combate ao crime

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 25 de maio de 2007 as 16:08, por: cdb

Bloqueadores de celulares, rastreadores de veículos, softwares que permitem progressões faciais de pessoas desaparecidas, produção de retratos falados, análises de incidência de crimes e geração de mapas criminais, simuladores de violência urbana, são algumas das soluções tecnológicas que podem colaborar no combate ao crime. Para discutir o tema, o Sindicado das Empresas de Informática do Estado do Rio de Janeiro – SEPRORJ promove o fórum Tecnologia da Informação e Segurança Pública na próxima segunda-feira, a partir das 14 horas, no Centro Empresarial Rio, na Praia de Botafogo.
 
Entre os participantes estarão o Secretário de Estado de Segurança Pública do Rio de Janeiro José Mariano Beltrame e o deputado Alexandre Molon (PT), o superintendente de telecomunicação e informática da secretaria de estado e segurança pública Marcelo Maia, representante da Comissão de Segurança Pública da Alerj. 
 
O presidente do SEPRORJ, Benito Paret e o especialista em soluções de segurança Horário Soares Neto falarão sobre como o setor público, as empresas e instituições podem utilizar a tecnologia, para obter suporte na tomada de decisões com maior precisão e promover uma melhor gestão de segurança pública.
 
– Segurança é uma das maiores demandas da sociedade. Este evento vai mostrar uma gama de possibilidades, aplicações e soluções que a tecnologia da informação desenvolve para combater neste campo. São softwares que valorizam a inteligência. O Business Intelligence, por exemplo, é um gerenciador de bancos de dados, que permite a utilização de informações estáticas de forma ativa. É possível analisar a freqüência dos crimes, seus horários e locais e gerar mecanismos de combate. O Fórum será uma oportunidade para apresentarmos à sociedade, incluído o setor público, alternativas viáveis para, com inteligência, reduzir a violência e seus custos sociais e econômicos -, afirma Benito Paret.
 
As vagas são limitadas e as inscrições gratuitas já podem ser feitas pelo e-mail: eventos@seprorj.org.br .