Fórum Brasil de Educação discutirá reforma universitária

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 14 de setembro de 2004 as 15:10, por: cdb

A reforma universitária é o tema do “VII Encontro Nacional do Fórum Brasil de Educação”, promovido pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), com a participação de membros do governo federal, de parlamentares e da sociedade civil. O resultado da discussão servirá de base para a redação da proposta da Lei Orgânica do Ensino Superior, que será encaminhada ao Congresso até novembro.

O objetivo da reforma é democratizar o acesso dos alunos ao ensino superior. Segundo dados do Ministério da Educação (MEC), apenas 9% da população, entre 18 e 24 anos, freqüentam uma universidade. Uma das metas é utilizar o sistema de cotas para estudantes de escolas públicas e para os afro-indígenas.

– É preciso usar a diversidade como fator de crescimento da educação e crescimento do país – afirmou o representante do ministro Tarso Genro no evento, Nelson Maculan.

O evento também discutirá a autonomia das universidades federais. Os representantes das federais defendem a autonomia como forma de garantir a qualidade do ensino e permitir a expansão do ensino público. Segundo Maculan, é importante que a concessão da autonomia garanta recursos orçamentários fixos.

Durante o encontro, 12 universitários da Executiva Nacional de Educação Física, convidados por Nelson Maculan, entraram no plenário carregando cartazes e faixas. Os estudantes protestavam contra a medida provisória (MP) publicada ontem no Diário Oficial da União.

A MP instituiu o programa Universidade para Todos (Prouni), que estabelece a oferta de bolsas integrais e parciais a alunos de baixa renda por parte das universidades privadas e filantrópicas. Para o estudante Paulo Vieira, a discussão travada pelo governo é antidemocrática porque os movimentos sociais interessados não teriam sido ouvidos.