Forças anti-talibã dão novo ultimato para Al-Qaeda

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 12 de dezembro de 2001 as 18:23, por: cdb

Aliados dos Estados Unidos no Afeganistão fizeram uma nova oferta de rendição para membros da organização Al-Qaeda. O líder anti-Talebã Hazrat Ali afirmou que estendeu o prazo de rendição para combatentes da organização, escondidos nas montanhas afegãs de Tora Bora, que se dispuserem a entregar seus líderes.

O novo ultimato é 8h desta quinta-feira (13h30 em Brasília), ou seja, uma extensão de 24 horas em relação ao prazo inicialmente instituído – que expirou sem a rendição de nenhum militante. Não ficou claro, no entanto, se a nova proposta contava com o apoio do governo americano.

A intenção de Hazrat Ali é chegar aos 22 líderes da al-Qaeda identificados pelos Estados Unidos como “terroristas internacionais”. O líder anti-Talibã diz que suas forças estão aguardando um sinal dos combatentes da al-Qaeda de que estão ou não dispostos a aceitar sua proposta.

No entanto, aviões de combate americanos retomaram os bombardeios às montanhas de Tora Bora após o vencimento do primeiro prazo. A região, no leste do Afeganistão, está sob ataque há nove dias. Segundo a agência de notícias Afghan Islamic Press, com sede no Paquistão, os combatentes da Al-Qaeda insistem em se entregar para representantes da Organização das Nações Unidas.

Eles estariam exigindo ainda que a rendição fosse presenciada por diplomatas de seus respectivos países. Os Estados Unidos, porém, querem julgar os acusados de acordo com as suas leis.

Estima-se que cerca de 1.000 integrantes da Al-Qaeda estejam cercados em Tora Bora, após milícias afegãs terem realizado uma busca nas cavernas e túneis do local. Até agora não se sabe o paradeiro de Osama Bin Laden. Mas de acordo com os EUA, o dissidente saudita ainda estaria na região de Tora Bora.