Força Nacional ajudará a combater onda de violência no RS

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 26 de agosto de 2016 as 13:00, por: cdb

Sartori pediu também a construção de um penitenciária federal no Estado, para aliviar o problema de superlotação dos presídios e delegacias estaduais

Por Redação, com ABr – de Brasília:

A pedido do governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori, o presidente Michel Temer enviará cerca de 200 integrantes da Força Nacional a Porto Alegre para ajudar as autoridades locais a combater a onda de violência que, nas últimas semanas, tem ocorrido na região metropolitana de Porto Alegre. Na reunião que teve com Temer, no final da manhã desta sexta-feira, Sartori pediu também a construção de um penitenciária federal no Estado, para aliviar o problema de superlotação dos presídios e delegacias estaduais.

Segundo Sartori, o contingente abrangerá cerca de 200 policiais
Segundo Sartori, o contingente abrangerá cerca de 200 policiais

Nos últimos dias, uma médica foi assassinada na capital, um triplo homicídio ocorreu em Alvorada, e um homem foi executado no Hospital São Lucas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). No final da tarde de quinta, uma mulher aguardava o filho do lado de fora da escola quando foi vítima de latrocínio.

Diante dessa situação, o secretário da Segurança Pública do Rio Grande do Sul, Wantuir Jacini, pediu  na quinta-feira sua exoneração do cargo, e um gabinete de crise foi criado para lidar com a situação. Ele será coordenado pelo vice-governador, José Paulo Cairoli.

Na busca por ajuda do governo federal, Sartori foi a Brasília para se encontrar com Temer. Segundo o governador, Michel Temer disse que deslocará um contingente da Força Nacional para auxiliar a Brigada Militar na região metropolitana de Porto Alegre. “Esta será a primeira etapa. Solicitamos, ainda, armas, equipamentos, veículos e também um presídio federal na capital ou para o RS, para ampliar as ações que todos temos nesse campo da área penitenciária de segurança”, disse o governador

Segundo Sartori, o contingente abrangerá cerca de 200 policiais. Boa parte será deslocada da Olimpíada do Rio de Janeiro. “Não discutimos o tempo (que eles ficarão) porque consideramos que será o tempo necessário”, disse Sartori, ao negar que o governo do Estado tenha demorado a pedir esse reforço.

A reunião entre eles contou com a participação do senador Lasier Martins (PDT-RS). De acordo com o senador, o pedido de construção de uma penitenciária federal no estado se justifica por “não haver mais lugares nos presídios” e as delegacias estarem lotadas de presos.

– Temer reconheceu que o problema de segurança é um dos mais graves do Brasil, e que todo mundo está pedindo a mesma coisa, mas que vai se reunir para pensar no pleito do governador gaúcho – disse Martins. O governador pediu também ajuda para fazer uma reforma no Presídio Central. Quanto a esse item, o presidente Temer disse que vai reunir a equipe e ver o que é possível atender”, informou o senador.