Fome Zero beneficia mais de 1 milhão de famílias em 2003

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 28 de dezembro de 2003 as 19:36, por: cdb

Um milhão e setenta famílias foram beneficidas pelo Programa Fome zero neste ano. A família da paranaense Catarina Gonçalves Prestes é uma delas. O Natal de Catarina e de suas duas filhas foi diferente. “Antes era difícil, a gente não tinha dinheiro. Agora, deu para comprar uns refrigerantes e uma carne para comer na noite de Natal”, disse.

Antes do programa, essas famílias tinham dificuldade de comprar a comida diária. Com o cartão alimentação no valor de R$ 50, a empregada doméstica faz compras no supermercado todos os meses. “A gente comia só arroz e feijão. Às vezes, nem isso. Eu não tinha dinheiro. Eu só ganho 100 reais por mês, é muito pouco”, lamenta Catarina.

O Programa Fome Zero começou em fevereiro deste ano na cidade de Guaribas, no Piaui. Do Nordeste, seguiu para o Norte e demais estados onde há pessoas com baixa renda. Índios, comunidades quilombolas e sem-terra também foram atendidos.

De acordo com o secretário-executivo do Ministério da Segurança Alimentar e Combate à Fome, Flávio Botelho, cerca de R$ 3 bilhões foram distribuídos este ano para as famílias. A meta para o ano que vem é liberar mais de R$ 5 bilhões.

– No ano que vem, eu quero distribuir R$ 5,3 bilhões para 3,6 milhões de famílias. Vamos ter um número ainda não fixado de famílias a mais e queremos construir bancos de alimentos, restaurantes populares, hortas e implantar mais vinte programas que estão debaixo do “guarda-chuva” Fome zero – disse o secretário.

Segundo Flávio Botelho, o Programa Fome Zero integra ainda um conjunto de ações que busca construir cisternas e casas, estimular a produção agrícola e gerar empregos.