Fogaça usa chances no 2° turno para buscar votos em Porto Alegre

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de setembro de 2004 as 16:01, por: cdb

Animado pelo melhor desempenho nas simulações de segundo turno, o ex-senador José Fogaça (PPS) tenta transformar a chance de uma vitória sobre o favorito, Raul Pont (PT), em seu maior cabo eleitoral na disputa pela prefeitura de Porto Alegre.

Fogaça deve manter a linha de oposição construtiva que promete manter as iniciativas que considera acertadas das últimas quatro administrações petistas, ao mesmo tempo que tenta convencer os eleitores de que é o único candidato com condições de vencer Pont.

O ex-senador tem 20% das intenções de voto e poucos dias para reduzir a desvantagem de 14 pontos percentuais em relação ao índice de Pont.

Mas pela pesquisa do Ibope divulgada na segunda-feira, caso chegue ao segundo turno, o candidato da coligação PPS-PTB teria 42% da preferência do eleitorado e encostaria nos 45% do adversário.

Onyx Lorenzoni (PFL) teria o segundo melhor desempenho, mas não passaria de 34%, perdendo para Pont que chegaria a 49% da preferência dos eleitores. A margem de erro da pesquisa é de 4 pontos.

– A eleição de Porto Alegre começa a partir do dia 3, com Fogaça confirmado no segundo turno – disse o senador Sérgio Zambiasi (PTB), durante o comício realizado, na segunda-feira.

Segundo assessores do PPS, o comício reuniu cerca de 2 mil pessoas na chamada esquina democrática, local tradicionalmente utilizado para manifestações políticas no centro da capital gaúcha.

Além de Zambiasi, o deputado federal e presidente nacional do PPS, Roberto Freire (PE), participou da manifestação e aproveitou para cobrar coerência do candidato do PT na defesa de princípios que estariam sendo contrariados pelo governo Lula.