Flu vence e deixa a lanterna

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 17 de abril de 2003 as 22:42, por: cdb

O Fluminense bateu o Internacional por 3 x 1, na noite desta quinta-feira, no Rio de Janeiro, e com isso deixou a incômoda condição de lanterna da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. O elenco comandado pelo treinador Renato Gaúcho conquistou a sua primeira vitória na competição e alcançou a marca de quatro pontos, agora em quatro jogos (33,33% de aproveitamento).

Já o Colorado, que havia conquistado os seus nove pontos disputados até então, perdeu pela primeira vez no Brasileirão. Os time do técnico Muricy Ramalho, porém, ainda ostenta a terceira posição do campeonato, atrás apenas de Cruzeiro e Atlético-MG.

Os donos da casa abriram o placar logo no começo da partida. Aos 4 min, com total liberdade, o meia Carlos Alberto avançou com a bola dominada e finalizou na saída do experiente goleiro Clemer, acertando o travessão adversário. No rebote, o atacante Sorato foi mais rápido que a zaga do Inter e concluiu com tranqüilidade para o fundo das redes.

Mesmo em desvantagem no marcador, o Colorado não conseguiu reagir. Os três atacantes escalados – Daniel Carvalho, Diego e André – pareciam bastante desentrosados. Na primeira etapa da partida, foram poucas as vezes em que o goleiro Kléber, do Tricolor carioca, tocou na bola.

Aos 26 min, em mais um avanço de extremo perigo, o Flu ampliou o escore. Após um excelente cruzamento, Sorato subiu mais que a defesa alvirrubra e desviou de Clemer, marcando o seu segundo gol no jogo. À beira do gramado, Muricy Ramalho levou as mãos à cabeça, lamentando a baixa produção de seu time.

Praticamente no encerramento da etapa inicial, aos 44 min, um lance ocasional deu novas esperanças ao Inter. O centroavante André foi derrubado no interior da grande área, e o árbitro paranaense Heber Roberto Lopes assinalou o pênalti. O próprio André efetuou a cobrança e diminuiu a vantagem dos cariocas.

Logo aos 4 min do segundo tempo, no entanto, a situação da equipe visitante ficou ainda mais complicada. O zagueiro Fernando Cardozo recebeu o cartão vermelho após cometer uma seqüência de faltas. Além de estar inferiorizado no escore, o Internacional também ficou com um homem a menos no gramado.

Satisfeito com o resultado positivo, os donos da casa passaram a administrar a posse de bola, trocando insistentes passes no setor de meio-campo. O ímpeto ofensivo do elenco comandado por Renato Gaúcho não foi o mesmo dos primeiros 45 min.

Mesmo assim, o meia Lopes, que havia ingressado na vaga de Djair, ainda ampliou o placar aos 42 min, com um chute no canto esquerdo de Clemer.

O Alvirrubro, por sua vez, teve todas as suas tentativas de ataque completamente bloqueadas pela defesa adversária.

O Fluminense volta a jogar pelo Campeonato Brasileiro na tarde do próximo domingo, novamente no Rio de Janeiro, contra o Paraná. No mesmo dia, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, o Internacional irá enfrentar o Corinthians.

FLUMINENSE 3 X 1 INTERNACIONAL

Fluminense:
Kléber, Jancarlos, César, Rodolfo e Jadílson; Zada, Marciel, Djair (Lopes) e Carlos Alberto; Ademílson (Fábio Bala) e Sorato (Eduardo)
Técnico: Renato Gaúcho

Internacional:
Clemer; Wilson, Vinícius e Fernando Cardozo; Gavilán, Geninho (Leandro Martins), Claiton e Edu Silva; Diego (Nilmar), Daniel Carvalho e André
Técnico: Muricy Ramalho

Data: 17/4/2003 (Quinta-feira)
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Auxiliares: Roberto Braatz e Gilson Bento Coutinho (PR)
Renda: R$ 42.913,00
Público: 4.679
Gols: Sorato, aos 4 e aos 27 min do primeiro tempo, e Lopes, aos 42 min do segundo tempo (Fluminense); André, aos 44 min do primeiro tempo (Internacional)
Cartões Amarelos: Zada e Marciel (Fluminense); Geninho, André e Fernando Cardozo (Internacional)
Cartão Vermelho: Fernando Cardozo (Internacional)