Flamengo vence e sai da zona de rebaixamento

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 20 de outubro de 2002 as 19:18, por: cdb

Jogando com muita raça e pressionado pela presença na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o Flamengo venceu o Vitória por 2 x 1, neste domingo, no Barradão, chegou a 22 pontos e se livrou da zona de rebaixamento. Já o time baiano continua na oitava colocação, com 27 pontos. Os gols foram de Zé Carlos e Liédson para o Fla, com Allann Delon descontando.

Jogando em casa, o Vitória iniciou dominando as ações. Logo aos 8 min, a primeira oportunidade criada: Allann Delon foi lançado na esquerda, ganhou de André Gomes e cruzou rasteiro para a conclusão de Aristizábal. A bola saiu com perigo à esquerda de Diego.

Sem volume de jogo, o Flamengo dava a impressão que seria presa fácil para o Leão baiano. Ledo engano. Aos 14min, no primeiro ataque, Liédson cruzou da esquerda, Felipe Mello ajeitou de cabeça para Zé Carlos, que, de virada, acertou o ângulo direito de Jean.

O gol abateu o Vitória, que passou a errar muitos passes e a dar espaços para o contra-ataque do Flamengo. Aos 23 min, o Rubro-negro carioca perdeu grande chance de ampliar o placar. Liédson avançou pelo meio, foi desarmado, e a bola sobrou para Felipe Mello na entrada da área. Era só escolher o canto, mas o chute saiu alto e para fora.

Aos poucos, o time baiano foi impondo seu ritmo novamente. Só que a zaga do Flamengo estava bem plantada e anulava quase todos os ataques do adversário. O lance mais perigoso saiu numa cobrança de falta de Fernando. Diego voou e espalmou para escanteio. No final, Zé Carlos e Xavier trocaram tapas e foram expulsos pelo árbitro Heber Roberto Lopes.

O panorama no segundo tempo não se alterou. O time da casa tinha mais a posse de bola, só que não conseguia furar o bloqueio defensivo do Rubro-negro carioca. Num dos primeiros ataques, Fernando obrigou Diego a trabalhar, novamente em cobrança de falta.

Mas, aos 12 min o Flamengo ampliou: Evandro, que entrara no lugar de Alessandro, cruzou, a zaga do Vitória falhou e Liédson subiu sozinho para cabecear e marcar o segundo gol do jogo e o seu 12o na competição.

A partir daí, o Vitória se lançou ao ataque de qualquer maneira. O técnico Joel Santana tirou o lateral-esquerdo Leílton e colocou o atacante André. A alteração não surtiu o efeito desejado, já que o Flamengo esteve mais perto do terceiro gol do que o Vitória do primeiro.

Fábio Baiano, de falta, e Felipe Mello, pegando de primeira um cruzamento de Liédson, quase marcaram. Depois, Anderson entrou sozinho, driblou o goleiro Jean, mas tropeçou nas próprias pernas.

Aos 34 min, Allann Delon cobrou falta com perfeição, à esquerda de Diego, diminuindo para o Vitória, que, nos minutos finais, pressionou em busca do empate, mas sem sucesso.

VITÓRIA 1 x 2 FLAMENGO

Vitória
Jean; Ramalho, Marcos, Emerson e Leílton (André); Xavier, Dudu, Elson (Zé Roberto) e Fernando (Nádson); Aristizábal e Allann Delon.
Técnico: Joel Santana

Flamengo
Diego; Alessandro (Evandro), André, André Bahia e Anderson (Anderson Gils); Jorginho (Iranildo), André Gomes, Fábio Baiano e Felipe Mello; Zé Carlos e Liédson
Técnico: Evaristo de Macedo

Data: 20/10/2002 (domingo)
Local: estádio Barradão, em Salvador
Público: não divulgado
Renda: não divulgada
Juiz: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Cartões amarelos: Alessandro, Fábio Baiano, André (Flamengo), Aristizábal, Ramalho, Allann Delon (Vitória)
Cartões vermelhos: Xavier (Vitória); Zé Carlos e Fábio Baiano (Flamengo)
Gols: Zé Carlos, aos 14 min, do primeiro tempo; Liédson, aos 12 min, e Allann Delon, aos 34 min, do segundo tempo