Flamengo processa Armando Marques

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 14 de novembro de 2002 as 22:02, por: cdb

Os erros do árbitro Giuliano Bozzano no empate em 1 x 1 com o Palmeiras, nesta quarta-feira, no Parque Antarctica, provocaram fortes reações na diretoria rubro-negra. Em comunicado oficial, nesta quinta-feira, o clube anunciou que vai processar, por perdas e danos, a Comissão de Arbitragem na pessoa do presidente Armando Marques.

Os cartolas rubro-negros vão exigir indenizações “materiais/financeiras e morais/esportivas” por entenderem que o time vem sendo sistematicamente prejudicado pelas arbitragens neste Campeonato Brasileiro. O clube está requerendo instauração de inquérito junto ao STJD, acusando a Comissão de Arbitragem de prática dolosa de atos ilícitos para prejudicar o Flamengo.

De acordo com a nota, “os fatos vêm se repetindo desde o jogo contra o Figueirense, em Florianópolis, culminando com o jogo contra o Palmeiras”. Na “Batalha do Parque Antarctica”, Bozzano, da Federação de Santa Catarina, anulou um gol legítimo do Rubro-negro e validou um gol ilegal do Verdão.

Na vitória sobre a Portuguesa, no último domingo, os rubro-negros reclamaram a marcação de dois pênaltis. O árbitro foi Márcio Rezende de Freitas, também filiado à Federação de Santa Catarina. Na derrota para o Figueirense, em 23 de outubro, o protesto foi contra a marcação do pênalti que decretou o triunfo dos catarinenses.