Flamengo mais perto do rebaixamento

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 30 de outubro de 2002 as 23:44, por: cdb

Com um gol de Guilherme, aos 19min do primeiro tempo, o Corinthians derrotou nesta quarta-feira o Flamengo e complicou ainda mais a situação do Rubro-Negro no Campeonato Brasileiro. A partida foi disputada no Maracanã.

Com os mesmos 22 pontos, o Mengão aproximou-se ainda mais do rebaixamento, que persegue a equipe há várias rodadas. A vitória do Palmeiras sobre o Botafogo (2 x 1) foi desastrosa para os cariocas.

Em compensação o Timão, agora com 38 pontos e na quarta posição, está a dois do líder São Paulo, com duas partidas a mais e que joga na quinta-feira com a Ponte Preta.

O Corinthians não derrotava o Flamengo pelo Brasileirão desde 1997, quanto bateu o Mengão por 1 x 0, gol de Edílson. À ocasião, eram os paulistas que lutavam para não cair.

Disposto a fugir das últimas colocações, o Flamengo fez tudo o que estava ao seu alcance. A diretoria, como havia prometido, reduziu drasticamente o preço dos ingressos (fez inclusive anúncio na televisão). Evaristo de Macedo, por sua vez, armou uma equipe bastante ofensiva.

Athirson foi deslocado para o meio campo e atuou ao lado do veloz Caio, a arma secreta do rubro-negro. E, pelo menos no início do clássico, funcionou.

Até os 19min, quando o Corinthians abriu o placar, o Mengão tomou conta da partida. Não foi tão perigoso, mas desperdiçou boas oportunidades com Zé Carlos, Athirson (de falta) e André Bahia. Neste lance, o zagueiro recebeu a bola na área e cabeceou. Doni espalmou e Caio, na seqüência, chutou. O goleiro alvinegro fez corajosa defesa.

Porém a cadência dos paulistas surpreendeu o Flamengo. Carlos Alberto Parreira, durante a semana, prometia que o Timão exploraria o desespero do adversário e atacaria no momento exato.

Após uma linda jogada individual de Deivid, pela esquerda, o atacante cruzou na cabeça de Guilherme, que cabeceou no canto direito de Diego. O camisa sete do Timão, sozinho, quase não saiu do chão.

O gol parece não ter abalado o Flamengo, que respondeu aos 25mim. No entanto a arbitragem assinalou impedimento e anulou o tento marcado por Liédson, revoltando a torcida carioca.

Até o final do primeiro tempo, o Corinthians procurou administrar o resultado e continuou tocando a bola. Evaristo, do banco de reservas, não escondia a sua insatisfação.

O panorama da partida não mudou na etapa complementar. O Mengão, à base da vontade, chegou com Liédson aos 3min e Athirson, de fora da área, três minutos depois. Já o Timão poderia ter ampliado aos 9min e 19min, com Gil (sem marcação, chutou por cima do gol) e Kléber, respectivamente.

Depois dos 30min, muito satisfeito com o resultado, o Corinthians passou a explorar os contra-ataques e abusou dos chutões. Athirson até tentou comandar a reação do rubro-negro, mas, sozinho, não foi capaz de reverter a décima primeira rodada do “mais querido”.

FLAMENGO 0 x 1 CORINTHIANS

Flamengo
Diego; Alessandro, Jorginho, André Bahia e Anderson; Fábio Mello, André Gomes, Athirson e Caio (Sandro Hiroshi); Zé Carlos (Andrezinho) e Liédson
Técnico: Evaristo de Macedo

Corinthians
Doni; Rogério, Anderson, Fábio Luciano e Kleber; Vampeta, Fabinho, Renato; Deivid (Leandro), Guilherme (Marcinho) e Gil (Juliano)
Técnico: Carlos Alberto Parreira

Data: 30/10/2002 (quarta-feira)
Local: Maracanã
Horário: 21h40min
Juiz: Márcio Resende de Freitas (Fifa-SC)
Público: 24.952 torcedores
Cartões amarelos: Alessandro, Fabinho, Liédson, Athirson, Vampeta (F); Ânderson, Gil, Marcinho, Leandro (C)
Gols: Guilherme, aos 19min do primeiro tempo