Flamengo e Bugre se despedem com um empate

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 17 de novembro de 2002 as 17:59, por: cdb

Se tivesse entrado em campo para a última partida da primeira fase do Campeonato Brasileiro dependendo de um bom resultado contra o Guarani para se manter na Primeira Divisão, o Flamengo teria vivido momentos dramáticos na tarde deste domingo, no Maracanã.

Num jogo que, felizmente, não valia nada, o Rubro-negro empatou em casa com o Bugre em 2 x 2, despedindo-se de forma melancólica do Brasileiro, na 18ª posição, com apenas 30 pontos. Já o Bugre acabou na 16ª colocação, com 33 pontos.

O jogo já não valia mais nada para nenhuma das equipes, que não ansiavam uma das oito posições do G-8 e nem corriam mais o risco de rebaixamento. Talvez, por isso, o nível técnico tenha sido muito fraco.

Aos 7min, numa cobrança de falta pela esquerda, Iranildo levantou na área e Zé Carlos completou de cabeça na pequena área para fazer 1 x 0. O jogo continuava fácil para o Flamengo que perdeu uma boa oportunidade, aos 14min, num cruzamento de Anderson Gils que Liédson deixou passar.

O Guarani praticamente não incomodava o goleiro Júlio César. Mas, aos 21min, numa bola levantada na área do Flamengo, Sérgio Alves fez linha de passe com Creedence, que teve tempo de ajeitar e fuzilar o gol rubro-negro: 1 x 1.

A partir daí, o time de Campinas passou a mandar no jogoTrês minutos depois, Martinez tentou de fora da área e acabou fazendo um grande passe. A bola passou incólume pela zaga do Flamengo e Sérgio Alves só empurrou para fazer o segundo do Bugre.

No segundo tempo, o Flamengo voltou pressionando e o Guarani, recuado, armava perigosos contra-ataques. Mas, aos 17min, Liédson recebeu um lançamento, entrou na área, driblou o goleiro Edervan e empatou o jogo.

Evaristo ainda tentou algumas substituições para tornar a equipe mais ofensiva, mas não conseguiu se despedir da competição com um resultado positivo.

FLAMENGO 2 x 2 GUARANI

Flamengo
Júlio César, Alessandro, André, André Bahia e Athirson; Jorginho, Anderson Gils (Evandro), Felipe Melo (Sandro Hiroshi), e Iranildo (Marquinhos); Liédson e Zé Carlos
Técnico: Evaristo de Macedo

Guarani
Edervan, Marco Aurélio, Patrício, Juninho e Gilson; Emerson, Martinez, Marquinhos (Adriano) e Erick; Sérgio Alves (Alemão) e Creedence (João Paulo)
Técnico: Jair Picerni

Data: 17/11/2002 (domingo)
Local: Maracanã
Público: não divulgado
Renda: não divulgada
Juiz: Carlos Eugenio Simon (RS)
Cartões amarelos: Martinez (Guarani).
Gols: Zé Carlos, aos 7min; Creedence, aos 21min, e Sérgio Alves, aos 24min do primeiro tempo; Liédson, aos 17min do segundo tempo.