Fla vence por 4×1 pela Copa do Brasil

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 5 de fevereiro de 2003 as 23:58, por: cdb

O Flamengo não precisou ser brilhante para golear o Botafogo-PB, na noite desta quarta-feira, no estádio Almeidão, em João Pessoa. Com o resultado de 4 x 1, o Rubro-negro eliminou o jogo de volta e, agora, aguarda o vencedor do confronto entre Confiança-SE e Ceará. O estreante Felipe atuou os 90 minutos e participou de três gols.

Empurrado pela torcida, que lotou o estádio, o Flamengo dominou todo o primeiro tempo. Recém-convocado para a Seleção Brasileira, o goleiro Júlio César foi um mero espectador, a não ser em alguns cruzamentos que interceptou. O torcedor que esperava ver Felipe e Athirson se rendeu à boa atuação de Iranildo, escalado de última hora na vaga de Jorginho, vetado pelo departamento médico.

Com os astros do time muito marcados, o Chuchu chamou a responsabilidade para si, criando as principais jogadas de ataque do Flamengo. Após Alessandro arriscar de fora da área e acertar a rede pelo lado de fora, aos 15min Iranildo deixou Fernando Baiano na cara do gol. O atacante, no entanto, chutou para fora, rente à trave direita de Everaldo. Zé Carlos estava livre no meio e reclamou com o companheiro.

Quando parecia que a equipe rubro-negra diminuíra o ritmo, veio o gol. Aos 27 min, Iranildo puxou o contra-ataque e tocou para Felipe dentro da área. O estreante da noite chutou pelo alto e Everaldo rebateu nos pés de Fernando Baiano, impedido, empurrar para o gol vazio.

Embora com a vantagem no placar, o Flamengo continuava pressionando em busca da vitória por dois gols de diferença, que eliminaria o jogo de volta, no Rio. No final, veio a recompensa. Em mais um contra-ataque, Felipe lançou Zé Carlos, que driblou o goleiro e fez um golaço. O atacante demorou a chutar e a bola ainda bateu no braço do zagueiro Ronaldo, que estava em cima da linha, antes de entrar.

Em apenas quatro minutos no segundo tempo, Júlio César teve mais trabalho que nos 45 minutos iniciais. Primeiro, numa falta cobrada com violência por Robertinho. O goleiro voou e espalmou para córner. Na cobrança, o mesmo Robertinho quase marcou um gol olímpico, obrigando Júlio César a se esticar todo.

Aos 7min, veio a recompensa pela insistência do Botafogo-PB. Raminho cobrou falta pela esquerda, a bola passou pela zaga, quicou na frente de Júlio César e encontrou Batistinha no segundo pau. O atacante deu um “peixinho” e saiu comemorando o gol alucinadamente.

Muito recuado e desorganizado, o Flamengo não era nem sombra do time do primeiro tempo. Como Iranildo e Felipe não conseguiam acertar os passes para os atacantes, coube a Athirson, mais uma vez, desequilibrar a partida. Aos 27min, o lateral entrou driblando na defesa do Botafogo-PB e cruzou de pé direito para Zé Carlos cabecear. A bola ainda bateu no travessão antes de entrar.

A classificação foi selada aos 34min. Felipe lançou Fernando Baiano, que foi à linha de fundo e cruzou para trás. Andrezinho, que havia substituído Iranildo, chutou forte e rasteiro por debaixo do goleiro Everaldo.

BOTAFOGO-PB 1 x 4 FLAMENGO

Botafogo-PB
Everaldo; Arley (Tazinho), Almir Conceição, Ronaldo e Rogério; Raminho, João Paulo, Marcílio e Amarildo (Fábio); Arthur (Batistinha) e Robertinho
Técnico: Suélio Lacerda

Flamengo
Júlio César; Alessandro, André Bahia, Fernando e Athirson; André Gomes (Fabiano Cabral), Felipe Melo, Iranildo (Andrezinho) e Felipe; Zé Carlos (Jean) e Fernando Baiano
Técnico: Evaristo de Macedo

Data: 5/2/2003 (quarta-feira)
Local: Estádio Almeidão, em João Pessoa
Juiz: Cléber Wellington Abade (SP)
Cartões amarelos: Almir Conceição e João Paulo (Botafogo-PB); Fernando e Felipe Melo (Flamengo)
Gols: Fernando Baiano, aos 27min e Zé Carlos, aos 45min do primeiro tempo; Batistinha, aos 7min, Zé Carlos aos 27min, Andrezinho, aos 34min do segundo tempo