Fla otimista com Romário

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 10 de janeiro de 2003 as 18:55, por: cdb

O presidente do Flamengo, Hélio Paulo Ferraz, almoçou com Romário e seu procurador, Luisinho Morais, nesta sexta-feira, num restaurante na zona sul carioca. No cardápio, mais uma tentativa de tirá-lo do Fluminense. O cartola deixou o encontro otimista e vai consultar os seus parceiros de diretoria para definir se vale a pena pagar o que o craque pede para vestir novamente a camisa rubro-negra.

Hélio Ferraz é reticente quando fala sobre um possível acerto com Romário, mas o mesmo não acontece com o vice-presidente jurídico, Michel Assef, que costuma dizer que o atacante tem 99% de chances de atuar pelo Flamengo em 2003.

O técnico do Fluminense, Renato Gaúcho, é outro que fala com segurança sobre o que pode acontecer com o futuro do craque: “Ele é meu amigo e sempre disse e continuo dizendo que o Romário vai ficar nas Laranjeiras”.

“Acho que neste momento o que falta para um acordo é muito pouco e os maiores obstáculos foram superados. Sou apenas um mandatário e tenho que ouvir meus pares para chegar a uma conclusão sobre este negócio”, disse Hélio Ferraz, sem relevar números. “O Romário é rubro-negro e tem feito um grande esforço para viabilizar esse entendimento”.

O Flamengo deve R$ 20 milhões a Romário e pretende renegociar este débito antes de acertar a sua contratação, para que seja possível pagá-lo em até cinco anos. Para jogar no Flamengo, o craque receberia cerca de R$ 150 mil por mês