Fla é cozido no Caldeirão da Baixada

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 25 de maio de 2003 as 19:49, por: cdb

O Flamengo sucumbiu à baixa temperatura de Curitiba e ao futebol envolvente do Atlético Parananese neste domingo, sofrendo goleada por 4 x 1, na Arena da Baixada. O atacante Ilan foi o destaque da partida, marcando três gols – Adriano fez o quarto do Furacão e Fernando Baiano descontou para o time carioca.

Cinco jogadores foram expulsos no segundo tempo: Valdson, Athirson e Edílson, pelo Flamengo, e Adriano e Capone, pelo Atlético. Os dois times somam 14 pontos no Campeonato Brasileiro, mas o Furacão leva vantagem no saldo de gols e ocupa o nono lugar, três posições à frente do adversário de hoje.

O frio de 10ºC fez com que as duas equipes corressem muito desde o início da partida. Mais bem organizado taticamente, o Atlético usou a movimentação para atazanar a vida do adversário, que foi mostrando falhas na defesa. Aos 12 minutos, o primeiro ataque fatal: Alessandro bateu cruzado para a área, Ilan dominou a bola e acertou o canto esquerdo.

Cinco minutos depois, Kléberson cruzou na cabeça de Dagoberto, que ajeitou para Ilan, sozinho, completar para a rede. A essa altura, o Flamengo, que só assustara o goleiro Diego em tiro de longe de Fábio Baiano, que tirou tinta da trave direita, mostrava-se assustado. Mas o Furacão, satisfeito com a vantagem, tirou o pé do acelerador, para alívio dos cariocas.

Aos 23, Edílson só não descontou porque Rogério Correa alçou vôo para interceptar a bola em carrinho voador. De volta ao ataque, o Atlético fez o goleiro Júlio César trabalhar duas vezes, após disparos de Kléberson e Ivan. Aos 41, Luciano Santos deu mole na saída de bola e Fabinho rolou para Jean, livre, chutar em cima de Diego, que salvou a pátria paranaense.

Para o segundo tempo, o técnico Nelsinho Baptista pôs em campo o atacante Fernando Baiano, tirando o volante Fabiano Eller. O esquema 4-3-3 deu resultado no início. Aos 4min, Igor lançou Luciano, que cruzou para trás, na direção do próprio Fernando Baiano, que chutou de primeira para marcar.

Mais dois minutos e Fábio Baiano invadiu a área pela direita e mandou bala que balançou a rede, porém por fora. Mas a busca pelo empate terminou aos 11 minutos, quando Dagoberto arrancou pela esquerda e tocou para Adriano, que bateu da meia-lua no ângulo direito: 3 x 1.

Aos 14, Valdson e Adriano se desentenderam e acabaram sendo expulsos. No Flamengo, Fabinho foi recuado para a zaga, deixando o meio-campo ainda mais exposto. Melhor para o rival, que foi ficando cada vez mais perto do quarto gol. E ele veio aos 21 minutos, com Ilan recebendo de Dagoberto, passando por André Bahia e chutando cruzado no canto direito.

A situação do Flamengo piorou quando Edílson fez falta violenta por trás em Luciano Santos, aos 26 minutos, sendo o terceiro jogador a ir para o chuveiro mais cedo. Aos 35, Capone e Athirson também receberam cartão vermelho. E o futebol foi deixado de lado até o apito final.

ATLÉTICO-PR 4 x 1 FLAMENGO

Atlético-PR
Diego, Alessandro, Rogério Correa, Capone e Ivan; Leomar, Luciano Santos, Kleberson e Adriano; Ilan (Fabrício) e Dagoberto (Ricardinho).
Técnico: Vadão

Flamengo
Júlio César, Luciano, Valdson, André Bahia e Athirson; Fabinho, Fabiano Eller (Fernando Baiano), Fábio Baiano (Jonatas) e Igor; Edílson e Jean (Zé Carlos).
Técnico: Nelsinho Baptista

Data: 25/5/2003 (domingo)
Local: Arena da Baixada, em Curitiba
Público: 24.772 pagantes
Renda: R$ 335.289
Árbitro: Luciano Augusto Almeida (Fifa/DF)
Assistentes: Marco Antônio Martins (MG) e Márcio Eustáquio Santiago (MG)
Cartões amarelos: Rogério Correa, Alessandro, Athirson e André Bahia
Cartões vermelhos: Valdson e Adriano, aos 14min, Edílson, aos 26min, e Athirson e Capone, aos 35min do segundo tempo
Gols: Ilan, aos 12min e 17min do primeiro tempo; Fernando Baiano, aos 4min, Adriano, aos 11min, e Ilan, aos 21min do segundo tempo.