Fla adianta prêmio pela classificação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 11 de fevereiro de 2003 as 20:33, por: cdb

A vaga no quadrangular final do Campeonato Carioca ainda não está garantida, mas, confiantes, os dirigentes do Flamengo inovaram e optaram pelo adiantamento da premiação a ser paga aos jogadores.

O acordo está valendo desde a vitória de virada sobre o Cabofriense, na quarta rodada. Dois depois foi depositada a primeira parcela do prêmio antecipado, que substituiu o tradicional “bicho” no clube.

De bolsos cheios e ego elevado devido à seqüência de cinco vitórias na temporada – quatro pelo Carioca e uma pela Copa do Brasil -, o time rubro-negro fracassou pela primeira vez no jogo seguinte, onde sucumbiu ao Fluminense.

A premiação antecipada, no entanto, está mantida pela diretoria no Carioca e na Copa do Brasil. Os cartolas entendem que a “promoção” aumentaria a produção individual de cada atleta.

Evasão de renda

Em entrevista ao jornal O Paraibano, nesta terça-feira, a presidente da Federação Paraibana de Futebol, Rosilene Gomes, confirmou as suspeitas do presidente do Flamengo, Hélio Ferraz, de que houve evasão de renda no estádio Almeidão, onde o time carioca derrotou o Botafogo-PB, por 4 x 1, pela Copa do Brasil.

Apesar de o Almeidão estar lotado – a capacidade máxima do estádio é de 45 mil pessoas -, o borderô do jogo contabiliza um público pagante de 12.692 torcedores para uma renda de R$ 162.055,00.

“Afirmo que houve evasão de renda baseada no pronunciamento de Rômulo Leal (presidente da Coordenadoria dos Estádios da Paríba), que disse ter visto pessoas entrarem sem pagar. O próprio João Camurça (presidente da Associação dos Cronistas Esportivos da Paraíba) disse textualmente, em público, que um conselheiro do Botafogo havia colocado mais de 75 pessoas sem pagar”, declarou a presidente da FPF, Rosilene Gomes.