Filho de Saddam é visto por moradores de Bagdá

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 12 de abril de 2003 as 11:54, por: cdb

Moradores de um subúrbio de Bagdá disseram neste sábado ter visto o filho mais novo de Saddam Hussein, Qusay, vivo após bombas aliadas terem destruído um prédio onde militares americanos acreditavam que o líder iraquiano e seus filhos estivessem abrigados.

Na última segunda-feira (7), um bombardeiro B-1 lançou quatro bombas de 900 quilos cada no prédio do bairro de Mansur depois que a CIA recebeu uma dica de que Saddam e os filhos Qusay e Uday estavam no local. O ataque destruiu o prédio, mas oficiais americanos e britânicos disseram que Saddam pode ter fugido.

Um correspondente visitou o rico bairro de Mansur neste sábado e pela primeira vez uma visita não-supervisionada foi possível desde que a censura caiu junto com o regime de Saddam na última quarta-feira (9). Apenas na manhã deste sábado combatentes árabes estrangeiros, que continuavam a resistir contra as forças americanas, deixaram a região.

Entre as pessoas que moram do outro lado da rua onde o prédio foi bombardeado, um casal de meia-idade disse ter visto Qusay, o suposto herdeiro de Saddam, sendo levado num veículo Peugeot 306 do governo cerca de 15 minutos depois do bombardeio.

Segundo o casal, Qusay estava no banco do carona com um rifle AK-47 em seu colo. Eles tinham certeza de que era ele porque já o haviam visto antes.

A rua inteira estava lotada de guardas de segurança de Saddam antes das explosões, eles contaram.

O marido, falando sob condição de anonimato, disse que alguns de seus parentes acreditavam ter visto o próprio Saddam por volta da mesma hora algumas ruas além.

Não há como obter uma declaração independente comprovando a história e é sabido que Saddam tem uma série de sósias, que ajudam a protegê-lo contra possíveis tentativas de assassinato.

Autoridades de segurança americanas estavam confiantes que haviam ao menos chegado perto de atingir Saddam. Sabe-se que a área é frequentada por Saddam e outros membros da elite iraquiana.

O paradeiro de Saddam e seus filhos continua um mistério. Um oficial americano disse na última sexta-feira (11) que Washington trabalhava com a hipótese de Saddam estar morto.