Figueirense quebra tabu e vence o Flamengo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 24 de outubro de 2002 as 00:15, por: cdb

O Flamengo até que começou bem, deu esperanças de que poderia conseguir a sua segunda vitória fora de casa no Campeonato Brasileiro, mas não resistiu à pressão do Figueirense e foi derrotado por 2 x 1, na noite desta quarta-feira, em Florianópolis. Foi a primeira derrota do Rubro-negro nos confrontos com o time catarinense.

Com o resultado, o Flamengo caiu para a 22a posição na tabela da competição – o próximo adversário da equipe carioca é o Santos, na Vila Belmiro -, enquanto o Figueirense subiu para a 11a colocação.

O jogo começou num ritmo forte e, logo aos 7min, o Flamengo desperdiçou uma grande chance de abrir o placar. Liédson recebeu na área e tocou de calcanhar para Iranildo, que acertou o travessão. Segundos depois, uma das torres de iluminação apagou, o que interrompeu a partida por 19 minutos.

Com a bola rolando novamente, o que se viu foi uma sucessão de passes errados. As duas equipes brigavam muito pela posse de bola, mas encontravam dificuldade na criação das jogadas. O Figueirense só levava perigo nas bolas alçadas na área. Numa delas, Lino cobrou falta e Carlinhos, livre de marcação e de frente para o gol, cabeceou por cima do gol de Diego.

No final, a jogada mais bonita do primeiro tempo: Liédson recebeu passe de Sandro Hiroshi pela direita, deixou um zagueiro no chão com um drible rápido, mas o chute saiu à esquerda do gol de Edson Bastos.

O Rubro-negro começou arrasador o segundo tempo. Aos 50 segundos, Iranildo rolou para Felipe Mello soltar a bomba de fora da área e acertar o ângulo esquerdo. E foi só. Muito recuado, o Flamengo começou a ser pressionado. Aos 13 min, Selmir recebeu na área e foi puxado por André Gomes. Pênalti claro que Lino converteu com categoria, empatando a partida.

Três minutos depois, o Figueirense voltou a assustar em jogada de bola parada. Igor cobrou falta da intermediária e Diego defendeu com segurança. A pressão continuava e, aos 25min, após confusão na área, Fernandes pegou de primeira à esquerda de Diego. A situação do Flamengo piorou com a expulsão de Jorginho, que cometeu falta desleal em Igor.

Com um jogador a mais e empurrado pela torcida, o time da casa partiu para cima. O Flamengo se aproveitava dos contra-ataques, sempre puxados por Athirson. Aos 33min, o lateral deixou Andrezinho, que havia entrado no lugar de Iranildo, na cara do gol, mas o goleiro Edson Bastos fez defesa milagrosa.

O castigo veio quatro minutos depois: Thiago Gentil acertou um belo chute de fora da área e decretou a vitória de virada do Figueirense. Desta vez, nem Diego salvou o Rubro-negro.

FIGUEIRENSE 2 X 1 FLAMENGO

Figueirense
Edson Bastos; Márcio Goiano, Carlinhos e André Luis; Paulo Sérgio (Fernandes), Marcinho, William, Igor (Cláudio) e Lino; Thiago Gentil e Selmir (Arthur)
Técnico: Muricy Ramalho

Flamengo
Diego; Édson, Jorginho, André Bahia e Athirson (Anderson); André Gomes, Evandro, Felipe Melo e Iranildo (Andrezinho); Sandro Hiroshi e Liédson
Técnico: Evaristo de Macedo

Data: 23/10/2002 (quarta-feira)
Local: Orlando Scarpelli, em Florianópolis
Público: 19.219 pagantes
Renda: R$ 173.180
Juiz: Edílson Pereira de Carvalho (Fifa-SP)
Cartões amarelos: Édson, André Bahia, Evandro, Jorginho, Athirson, Diego (Flamengo); Paulo Sérgio (Figueirense)
Cartão vermelho: Jorginho (Flamengo)
Gols: Felipe Mello, aos 50 segundos, Lino, aos 13min e Thiago Gentil, aos 37min do segundo tempo