Fifa vai ajudar a ONU a pacificar o Sudão

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 10 de outubro de 2004 as 14:12, por: cdb

A Fifa poderá desempenhar um papel importante na pacificação do Sudão, país africano que possui alguns dos piores índices de desenvolvimento humano no mundo.

A situação dos africanos muçulmanos confinados em campos de refugiados na região de Darfur será objeto de uma comissão de investigação da ONU (organização das Nações Unidas) criada pelo secretário-geral da entidade, Kofi Anan.

Hoje, cerca de um 1,5 milhão de pessoas são consideradas refugiadas em seu próprio país. Eles fogem das temidas milícias árabes antigovernamentais Yanyauid, que têm promovido verdadeiras chacinas por todo o país.

Como o futebol é o esporte mais popular do Sudão, a Fifa deverá cooperar com a ONU neste processo, não apenas organizando jogos, mas também oferecendo infra-estrutura e profissionais para que escolinhas de futebol sejam instaladas no páís e ampliem a convivência entre as etnias em conflito.

O Sudão disputa as eliminatórias para a Copa do Mundo de 2006, e é o último colocado no Grupo 3, que tem ainda Costa do Marfim, Egito, Camarões, Líbia e Benin.

O país ocupa o 112º lugar no ranking da Fifa, e perdeu quatro posições desde a última classificação, divulgada em setembro.