FIDEL CASTRO CRITICA EM ARTIGO NOTÍCIAS SOBRE SEU ESTADO DE SAÚDE

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 22 de outubro de 2012 as 07:40, por: cdb

HAVANA, 22 OUT (ANSA) – O ex-presidente cubano Fidel Castro criticou quem difundiu a falsa notícia de sua morte, e afirmou que não lembra “o que é uma dor de cabeça” e divulgou fotos na qual aparece saudável.
   
“Aves de má sorte! Não lembro sequer o que é uma dor de cabeça. Como constância de quanto são mentirosos, lhes obsequio as fotos que acompanham este artigo”, declarou Fidel no jornal oficial Granma.
   
Nas fotos o ex-presidente está de pé em um campo com vegetação usando um chapéu típico dos camponeses cubanos.
   
Em seu comentário escreveu que “bastou uma mensagem dos graduados do primeiro curso do Instituto de Ciências Médicas ‘Victoria de Girón’, para que o galinheiro de propaganda imperialista se alvoroçasse e as agências de informação divulgassem a mentira”.
   
Ele acusou um jornal espanhol por ter publicado uma declaração de um médico venezuelano, José Rafael Marquina, “que vive não se sabe onde” e que assegurou que o ex-presidente estava em um estado de saúde “muito próximo ao estado neurovegetativo”.
   
Fidel culpou os “privilegiados e ricos de publicar estas estupidezes”, e destacou que segundo ele “os povos acreditam cada vez menos nelas”.
   
Como exemplo citou notícias falsas publicadas pela imprensa internacional, segundo disse, em 1961 sobre a invasão militar em Cuba da Baía dos Porcos por um exército formado nos Estados Unidos.
   
“Deixei de publicar ‘Reflexões’, porque certamente não é meu papel ocupar as páginas de nossa imprensa, consagrada a outras tarefas que requer o país”, finalizou ele.(ANSA)