FIA aprova mudanças na Fórmula Um

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 28 de outubro de 2002 as 23:16, por: cdb

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) aprovou, nesta segunda-feira, algumas das mudanças propostas nas regras da Fórmula Um, que já haviam sido antecipadas há algumas semanas e vinham sendo motivo de muita discussão.

Com o objetivo de aumentar a competitividade da categoria a partir da próxima temporada, a tomada de tempo para a formação dos grids de largada e o sistema de pontuação foram alterados.

Começando em 2003, haverá duas sessões classificatórias para determinação dos grids de largada: uma na sexta-feira e outra no sábado.

Cada piloto completará sessões individuais, compostas de uma volta de aquecimento e outra cronometrada.

Os tempos obtidos na sexta-feira vão determinar a ordem do treino classificatório do sábado. E, o grid para a prova do domingo terá como base os tempos obtidos no sábado.

Em outra mudança, os oito primeiros colocados de cada prova irão pontuar ao invés de apenas os seis primeiros.

O vencedor continuará somando 10 pontos, mas o segundo colocado passará a receber oito e não seis unidades. E, os outros seis colocados ganharão 6-5-4-3-2-1. Até agora, a pontuação era de 10-6-4-3-2-1.

A FIA também decidiu proibir que os chefes das escuderias dêem ordem para que um piloto ceda sua posição a seu companheiro durante as provas.

E, cada escuderia poderá utilizar dos tipos diferentes de pneus para pista seca em cada prova.

Anteriormente, cada fornecedor de pneus só disponibilizava dois conjuntos de pneus para pista seca para cada equipe.

A comissão da FIA vetou duas das mais polêmicas sugestões: a rotação de pilotos entre as equipes nas primeiras 10 corridas de uma temporada e a introdução de um sistema para adicionar peso ao carro mais veloz.

“Há uma pequena diferença entre não fazer nada e fazer muito”, declarou o presidente da FIA, Max Mosley, ao anunciar as mudanças.

Os chefões da F1 decidiram que algumas mudanças na categoria eram necessárias, após a Ferrari dominar a temporada 2002, vencendo 15 das 17 provas, com o pentacampeão, o alemão Michael Schumacher, somando o recorde de 11.

GP da Bélgica é cancelado

O Grande Prêmio da Bélgica de F1 foi retirado do calendário 2003, pois não houve acordo entre as escuderias para participar do evento sem publicidade de cigarros, como queria a organização da prova.

“Sem um acordo unânime por parte das equipes para correr o GP da Bélgica 2003 sem publicidade de tabaco, esse evento foi retirado do calendário do campeonato mundial”, informou um comunicado da FIA.

O Governo belga insiste em antecipar para 2003 a entrada em vigor da legislação que proíbe a propaganda de cigarros na Europa, marcada para 2006.

E, as autoridades negaram que a F1 ficasse isenta das leis que proíbem esse tipo de publicidade.

No entanto, não se descarta que uma nova corrida seja realizada no circuito de Spa Francochamps em 2004, se as escuderias e a organização da prova entrarem em acordo.