Festa da Virada abre comemorações dos 450 anos de SP

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 28 de dezembro de 2003 as 21:58, por: cdb

A Prefeitura espera que este réveillon seja o maior de que a Avenida Paulista já foi palco. Cerca de 1,2 milhão de pessoas são esperadas na noite de quarta-feira. Para atrair esse público, nomes de peso vão se apresentar madrugada adentro.

Já estão confirmados grupos como Ira!, Raimundos e Cidade Negra, além de Gabriel, o Pensador. A festa vai começar com uma homenagem à velha guarda da música paulistana, representada por Demônios da Garoa, Tom Zé, Mário Zan, Paulo Vanzolini, Seu Nenê de Vila Matilde, Germano Mathias, Billy Blanco, Márcia e Inezita Barroso.

Fogos

Para a meia-noite, a organização da festa promete um show pirotécnico especial. Os técnicos acreditam que os fogos de artifício vão colorir o céu da Paulista por cerca de dez minutos, mais do que o dobro do tempo de duração do show apresentado na entrada deste ano.

Depois da virada para 2004, ainda vão passar pelo palco de 800 metros quadrados, montado na altura do 1.800 da Paulista, as velhas guardas das escolas de samba Camisa Verde e Branco, Nenê de Vila Matilde e Rosas de Ouro.

Tanta preocupação com a festa não é à toa. A virada na Paulista vai marcar a entrada do ano em que São Paulo comemora seu 450º aniversário e abrirá o calendário oficial de festas.

A Companhia do Metropolitano (Metrô) preparou um esquema especial para os paulistanos que acompanharem o réveillon na Paulista. As estações vão estender o horário de funcionamento até às 3 horas do dia 1º e reabrem no horário normal, às 4h40.