FENPROF convoca protesto contra irregularidades na colocação de professores

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 21 de setembro de 2011 as 18:01, por: cdb

FENPROF acusa governo de mentir ao negar a sua responsabilidade pela “confusão lançada no processo de colocação de professores” e apela à mobilização para um protesto, na sexta-feira, dia 23, pelas 15 horas, junto ao Ministério da Educação. Bloco pede audição do director-geral dos Recursos Humanos da Educação.Artigo |22 Setembro, 2011 – 00:36Foto de Paulete Matos.

No comunicado assinado pelo seu Secretariado Nacional, a FENPROF assegura estar “em condições de afirmar que o Ministério da Educação e da Ciência “mentiu quando afirmou que não era da sua responsabilidade a confusão lançada no processo de colocação de professores”, tendo inclusive, na sua posse, “um conjunto de respostas das direcções das escolas que confirmam” essa mesma responsabilidade.

Neste documento, a FENPROF “exige, por um lado, que sejam corrigidas todas as ilegalidades, o que significa a publicitação de novas listas que tenham em conta as efectivas necessidades das escolas; por outro, que sejam assumidas responsabilidades políticas por parte do MEC perante o sucedido”.

Na próxima sexta-feira, dia 23 de Setemnbro, a FENPROF irá promover um protesto, em frente ao Ministério da Educação e da Ciência, nas suas instalações sitas na avenida 5 de Outubro, pelas 15 horas.

Bloco pede audição do director-geral dos Recursos Humanos da Educação

O Bloco de Esquerda pediu esta quinta-feira a audição, na Comissão Parlamentar de Educação, Ciência e Cultura, do director-geral dos Recursos Humanos da Educação, Mário Pereira, que afirmou, na terça-feira, que “nada de diferente foi feito este ano e que a culpa do caos que está instalado nos concursos é da inteira responsabilidade da escola”.

Na terça-feira, o PSD e CDS recusaram o requerimento do Bloco para a audição do ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, sobre o mesmo assunto.