Felipão sonha em trabalhar na Europa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 14 de outubro de 2002 as 23:48, por: cdb

O treinador pentacampeão Luís Felipe Scolari chega na terça-feira a Londres, de olho em uma possível transferência para o futebol europeu no final do ano.

Durante visita de três dias, Scolari vai conhecer o Arsenal, dos meias Gilberto Silva e Edu, e vai assitir ao jogo entre as seleções da Inglaterra e da Macedônia, na quarta-feira, pelas eliminatórias da Eurocopa, à convite do técnico do Arsenal, Arsene Wenger.

Scolari desmentiu que esteja em negociações com o clube. “É uma grossa mentira que eu estou negociando com o Arsenal,” disse o técnico.

“Estou indo à Inglaterra porque recebi um convite de Wenger e da diretoria do Arsenal, com quem mantive contato durante a contratação do Gilberto Silva, quando me pediram informações sobre o jogador”.

Europa

Scolari mostrou interesse em trabalhar no futebol europeu, principalmente em um clube da Inglaterra.

“Meu projeto é trabalhar na Europa. Seria um prazer trabalhar no futebol europeu, e a Inglaterra é um país que oferece excelentes condições para um profissional, principalmente para um profissional que trabalha com a Seleção Brasileira.”

Scolari disse que vai usar a visita para fazer alguns contatos profissionais.

“Vou fazer uns contatos nos dias 15 e 16, visando minha possível transferência para a Europa no final do ano.”

“Eu já tinha alguns contatos antes da Copa. E depois da Copa uma outra oportunidade apareceu, mas nada para este momento. Talvez, para o final do ano ou junho do ano que vem”.

Inglaterra

O treinador mostrou claro interesse em trabalhar na Inglaterra. Por um lado, elogiou a organização e desenvolvimento do futebol inglês. Por outro, disse que seria uma bom local para se transferir com a família.

“O futebol inglês, principalmente a federação, os clubes são bem organizados. O calendário é bem definido, as competições são bem elaboradas, muita seriedade. Quando se trabalha em clubes com essas características nós voltamos ao Brasil e também aplicamos muito disso.”

“Uma transferência para a Inglaterra também seria interessante para a minha família. Eu sempre viso unir trabalho às necessidades de minha família, já que tenho um filho de 11 e outro de 18 anos. Viver na Inglaterra seria uma boa oportunidade”, disse Felipão.

México

O pentacampeão falou também das negociações que vem fazendo com a Federação Mexicana de Futebol, para dirigir a seleção do país.

Na última terça-feira, Scolari esteve em Miami conversando com dirigentes.

“Eu fiz a minha proposta, e a federação tem até final de novembro para responder. Eu também tenho o mesmo prazo para analisar a proposta que eles fizeram”.

“Minha proposta foi apresentada, não sei se a mais interessante para eles, se os valores batem com que o futebol mexicano entende que pode pagar ou não, mas a minha preocupação é participar de um projeto de três anos e meio. Se for assim, a gente continua conversando. Senão, cada um segue seu caminho”, completou Scolari.