Famílias do Assentamento Milton Santos, em São Paulo, continuam sob risco de desapropriação

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 10 de dezembro de 2012 as 16:02, por: cdb

As famílias do Assentamento Milton Santos localizado em Americana, São Paulo, ocuparam na manhã desta segunda-feira, dia 10 de dezembro, a Secretaria da Presidência da República localizada na Avenida Paulista, na capital paulista.

Em entrevista à Adital, Ana Elisa Correa, do Coletivo de Comunicação do Assentamento Milton Santos, declarou que as famílias deixaram o local sem resultados favoráveis nas negociações realizadas hoje durante a ocupação. “A reunião com o INCRA e representantes do governo não avançou em nada o processo. A única coisa que prometeram foi encontrar o chefe da Polícia local para tentar fazer com que a desapropriação não aconteça”, acrescentou.

De acordo com Ana Elisa, há riscos de que nessa quinta-feira (13) a Polícia promova a reintegração do Assentamento sob uma forte repressão e que, mesmo vivendo um enorme clima de tensão, as famílias continuam em mobilização até garantir que não haja a desocupação do Assentamento.

Em julho as famílias foram informadas que havia uma reintegração de posse, concedida pela Justiça Federal, para o Sítio Boa Vista, área do Assentamento. A responsabilidade pela retirada das famílias era do INCRA e em caso de descumprimento da decisão o órgão deveria pagar uma multa diária de R$ 5.000,00. O pedido foi feito pelos antigos donos da propriedade, a família Abdalla, que haviam perdido a terra por dívidas públicas com o INSS na década de 1970, mas a conseguiram de volta recentemente.

Mais informações em: www.assentamentomiltonsantos.com.br