Famílias de área ocupada irregularmente vão para o Morar Feliz

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 as 14:20, por: cdb

A área do centro comercial do conjunto habitacional do Parque Prazeres, que teria sido ocupada irrergulamente por famílias migrantes de diversas áreas, foi desocupada nesta terça-feira (28). As famílias, que moravam em cercados de tapume, sem nenhuma condição de moradia, foram inseridas no conjunto habitacional do Morar Feliz do Novo Eldorado.

Além das 30 famílias que foram removidas para o conjunto do Morar Feliz, outras 98 famílias de áreas de risco, que viviam em condições totalmente precárias, também foram inseridas no mesmo conjunto. Esta semana a equipe do Departamento de Habitação da Secretaria da Família e Assistência Social finaliza uma das etapas de entrega de casas no Eldorado. Ao todo, são 128 moradias.

A dona de casa, Leandra Assis dos Santos, de 32 anos, mãe de quatro filhos e grávida de quatro meses, explica que antes morava com seus filhos em uma casa emprestada, no bairro Santa Rosa, e teria sido despejada pela proprietária. “Não tive opção, tive que arrumar um canto para dormir com meus filhos. Hoje é o dia mais feliz da minha vida, estou indo para minha casa com meus filhos, graças a Deus”, comemora a dona de casa.

– Minha vida de hoje em diante mudou para melhor. Eu e minha filha vamos viver numa moradia digna – diz a desempregada Renata Júlio, de 32 anos, mãe de uma filha de quatro anos.

Continuação do trabalho – A equipe do Programa Morar Feliz segue com outras entregas de casas. A próxima será para 68 famílias que moram em áreas de risco, na Lagoa do Vigário. Elas serão inseridas no conjunto habitacional do parque Santa Rosa.

De acordo com o diretor de Habitação da secretaria, André Ventura, a previsão é até o final desta semana, terminar  as entregas das casas que estão dentro do cronograma.

Postado por: Álvaro Sardinha – 28/02/2012 16:57:00

Últimas Notícias…