Família é libertada em fazenda no Tocantins

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 30 de agosto de 2004 as 22:26, por: cdb

Foi encontrada,  neste final de semana, uma família com 11 pessoas em condições análogas à escravidão, na fazenda Santo Hilário, no município de Araguatins, no Tocantins. A denúncia partiu da CPT (Comissão Pastoral da Terra). O Grupo Especial de Fiscalização Móvel encontrou seis pessoas trabalhando, entre elas dois menores de 18 anos. Alguns deles apresentavam sinais de intoxicação por agrotóxico, informou a assessoria do Ministério do Trabalho.

-Eles estavam no meio do mato, em condições extremamente precárias e doentes- informou o coordenador do grupo, Fausto Rosas dos Santos Filho. Segundo ele, a família dormia numa pequena cabana coberta com folhas de palmeira. A água consumida era retirada de um buraco cavado na mata.

O Ministério Público do Trabalho vai entrar com uma ação cautelar, pedindo a indisponibilidade dos bens dos proprietários da fazenda para garantir o pagamento dos direitos trabalhistas.

A família mora na fazenda há cerca de oito meses. Nesse período, o pai recebeu apenas R$ 500 para comprar comida. Os cálculos preliminares indicam que cada um terá direito a R$ 3.300 de indenização.