Família dos seqüestrados pelas Farc querem acordo humanitário

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 27 de agosto de 2003 as 04:21, por: cdb

Os familiares de um grupo de políticos e militares seqüestrados pelo principal grupo guerrilheiro da Colômbia pediram na última terça-feira ao governo um acordo que permita sua libertação, depois que um chefe rebelde ameaçou executar os reféns diante de uma eventual operação de resgate.

As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) mantém mais de 60 pessoas entre dirigentes políticos e militares como reféns. As Farc querem trocar os seqüestrados por cerca de 5 mil rebeldes presos.