Fabricação de bombas deve gerar 200 empregos no Reino Unido

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 22 de dezembro de 2003 as 11:56, por: cdb

A fabricação de avançadas bombas guiadas de precisão, destinadas a equipar a Real Força Aérea britânica (RAF), possibilitará a crição de cerca de 200 empregos, informou nesta  segunda-feira, o Ministério da Defesa.

Esse ministério fechou um acordo de 140 milhões de libras (cerca de 198 milhões de euros) com a empresa Raytheon Systems Ltd (RSL), com base em Fife (leste da Escócia), para fabricar as bombas, que levarão o nome “Paveway IV”, acrescentou a fonte.

As “Paveway IV” estão equipadas com a mais nova tecnologia de GPS (Sistema de Posicionamento Global) e foram desenvolvidas para operar em qualquer tipo de situação meteorológica.

As bombas darão ao Reino Unido a possibilidade de efetuar ataques de precisão durante as 24 horas do dia contra uma variedade de alvos, segundo informou o Ministério da Defesa.

O vice-ministro da Defesa, William Bach, disse hoje que este contrato representa “uma grande notícia para as nossas Forças Armadas e para a indústria britânica”.

– As operações no Golfo e nos Bálcãs ressaltaram a necessidade de que nossas Forças Armadas contem com uma capacidade de ataque aéreo para utilizar em qualquer condição climática – ressaltou Bach.

– A Paveway IV dará essa capacidade e estou feliz que o sistema seja produzido no Reino Unido – acrescentou.

Estas bombas entrarão operando em 2007 e equiparão os aviões da RAF “Harrier”, “Tornado” e “Typhoon”, segundo a Defesa.