Explosivos são encontrados em aeroporto na Colômbia

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 21 de outubro de 2003 as 21:00, por: cdb

Um morteiro e três cargas explosivas foram descobertos na pista do aeroporto da cidade de Popayán (sudoeste), na véspera da visita desta terça-feira do presidente da Colômbia, Alvaro Uribe, informou a polícia, que prendeu cinco suspeitos.

– A Colômbia tem que recuperar a ordem, para desfrutar das liberdades – declarou Uribe ao chegar em Popayán, capital do departamento de Cauca, 650 quilômetros a sudoeste de Bogotá.
O comandante da polícia de Cauca, o general Pablo Gómez, informou que a segurança foi reforçada na zona, e que foi iniciada uma operação conjunta de membros da polícia secreta e da Procuradoria, que resultou na captura de cinco suspeitos.

Gómez explicou que desconhecidos colocaram na pista do aeroporto um morteiro e três cargas explosivas durante a noite de segunda-feira, que, segundo as autoridades, poderiam ter sido acionadas na manhã desta terça-feira, no momento do pouso do avião presidencial.

Uribe promove em Popayán uma campanha em favor do referendo convocado por seu governo no próximo sábado. No dia seguinte, os colombianos designarão prefeitos, governadores e deputados provinciais.

O período pré-eleitoral foi marcado por um aumento da violência, que deixou dezenas de mortos e provocou a renúncia de vários candidatos ameaçados pelos movimentos ilegais. Uribe saiu ileso de um atentado com carro-bomba em Barranquilla (1,3 mil quilômetros ao norte de Bogotá), no dia 14 de abril de 2002.

No dia de sua posse, o 7 de agosto de 2002, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) realizaram três disparos de morteiros contra a sede do governo, que causaram 21 mortos e 70 feridos.