Exército sírio cerca Aleppo expulsando militantes do EI

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 13 de julho de 2016 as 12:23, por: cdb

O Exército governamental sírio conseguiu atingir progressos durante a operação de liberação de Aleppo

Por Redação, com Sputink – de Moscou:

 

A operação foi iniciada na semana passada com participação de milhares de soldados sírios e apoio da aviação russa visando estabelecer o controle sobre a estrada Castillo na região de Aleppo. Em resultado de combates violentos, os militares sírios retomaram aos terroristas a primeira ponte dessa estrada. Por causa disso, todos os acessos à cidade foram bloqueados.

A operação foi iniciada na semana passada com participação de milhares de soldados sírios e apoio da aviação russa visando estabelecer o controle sobre a estrada Castillo na região de Aleppo
A operação foi iniciada na semana passada com participação de milhares de soldados sírios e apoio da aviação russa visando estabelecer o controle sobre a estrada Castillo na região de Aleppo

No início deste ano, o Exército sírio conseguiu cortar as ligações entre os jihadistas e a cidade estratégica síria de Azaz, na fronteira com a Turquia. Castillo se tornou a única rota para abastecimento dos terroristas em Aleppo. Em resultado de ataques aéreos de grande escala, a Frente al-Nusra sofreu danos e teve de ceder nos combates por Castillo. O comando sírio anunciou a região como zona de combate para evitar vítimas entre os civis.

Durante os confrontos perto de Castillo, os grupos jihadistas lançaram uma ofensiva no centro de Aleppo usando armas pesadas. O ataque foi parado pelas forças sírias, mas os terroristas atacaram com artilharia os bairros residenciais de Aleppo matando 12 pessoas e destruindo muitos edifícios.

Agora o centro de Aleppo está sob controle do Exército governamental e os arredores estão sendo controlados por jihadistas. Se os militares sírios conseguirem liberar completamente Aleppo dos terroristas, um milhão de refugiados sírios retornarão à cidade. Antes do início da guerra Aleppo, que era considerada a capital comercial da Síria, tinha 5 milhões de habitantes.

Ataque russo

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, anunciou que foi realizado um ataque em grande escala contra o Estado Islâmico em três locais na Síria no âmbito de operações em curso da Força Aeroespacial russa.

O ataque em grande escala que teve lugar na terça contra alvos do grupo jihadista na Síria fazia parte de uma operação de rotina da Força Aeroespacial russa naquela região e não deve ser interpretada como retribuição pela derrubada do helicóptero militar russo na semana passada, declarou o porta-voz do Kremlin Dmitry Peskov na quarta-feira.

– A operação da Força Aeroespacial russa continua. Tudo isso foi realizado no âmbito das operações em curso das forças aeroespaciais russas – informou Peskov à mídia.

Seis bombardeiros russos de longo alcance Tu-22M3, tendo partido de um aeródromo em território da Rússia, destruíram paióis de munições dos terroristas em três locais na Síria, bem como uma base de militantes, três tanques, quatro veículos de infantaria motorizada, oito veículos equipados com metralhadoras de grande calibre e um grande número de combatentes inimigos.

Na última sexta-feira, o Ministério da Defesa russo divulgou que dois pilotos instrutores militares russos morreram quando um helicóptero Mi-25 foi abatido por militantes do EI.