Exército israelense mata um palestino e fere outros dez em Rafah

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 25 de fevereiro de 2003 as 14:40, por: cdb

Um palestino morreu e outros dez ficaram feridos hoje, terça-feira, por projéteis de tanques disparados pelo Exército israelense na localidade de Rafah, no sul da Faixa de Gaza, informaram fontes palestinas.

Os disparos israelenses atingiram o bairro de refugiados de Tel a-Sultan, situado no extremo sudoeste de Rafah e rodeado por torres de vigilância militares de Israel.

Rafah é uma das cidade mais miseráveis e castigadas pelo Exército de Israel, que destruiu sete casas palestinas sem avisar previamente seus moradores, que se somam a milhares de palestinos que ficaram sem residência nessa região.

Escavadeiras do Exército israelense apoiadas por tanques chegaram à região começaram a derrubar as casas, enquanto os soldados avisavam por megafones para que as pessoas saíssem rapidamente.

O Exército proibiu os palestinos de tirar qualquer pertence, até mesmo móveis, acrescentaram as fontes.

Quatro mulheres palestinas ficaram feridas na cidade de Khan Yunes, na Faixa de Gaza, ao ser atingidas por um projétil de tanque quando estavam fazendo compras no mercado.

Uma das mulheres se encontra em estado grave, segundo as fontes palestinas.

Testemunhas explicaram que os tanques israelenses que vigiam o assentamento judeu de Nitzar Hazani, perto da cidade palestina, lançaram três projéteis e um deles acertou o mercado, situado no oeste de Khan Yunes.

Centenas de milhares de pessoas no sul da Faixa de Gaza se encontram isolados do resto do território durante quase dois anos e cercados pelo Exército israelense que patrulha os assentamentos judeus.