Exército de Israel invade Cisjordânia e prende 30

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 28 de abril de 2003 as 12:10, por: cdb

O Exército de Israel prendeu mais de 30 palestinos em uma série de incursões à Cisjordânia na noite de domingo, segundo fontes israelenses. A maioria das prisões aconteceu na cidade de Hebron.

O Exército também deteve palestinos em Nablus, incluindo, segundo as fontes, o homem que ordenou um ataque suicida na cidade israelense de Kfar Saba, na semana passada.

A notícia da mais recente ofensiva de Israel acontece no momento em que palestinos e israelenses se preparam para negociar mais um plano de paz, proposto pelos Estados Unidos com o apoio de outros países.

O plano será apresentado assim que o novo gabinete palestino for aprovado pelo Conselho Legislativo Palestino, que deve se reunir nos próximos dias em Ramallah.

Em seguida, no início de maio, o secretário de Estado americano, Colin Powell, deve ir a Jerusalém, sua primeira visita em mais de um ano.

Segundo informações, Washington estaria planejando convidar o novo primeiro-ministro palestino, Mahmoud Abbas, também conhecido como Abu Mazen, a visitar a Casa Branca. Os Estados Unidos têm muito interesse em negociar com Abbas, relegando o líder palestino, Yasser Arafat, a um segundo plano.

E em preparação para o plano, o primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, também vem fazendo suas manobras diplomáticas. Ele teve reuniões com o homem à frente da oposição israelense, o líder do Partido Trabalhista, Amram Mitzna. Mitzna havia dito que não participaria de um governo liderado por Sharon.

Agora, no entanto, ele parece estar moderando suas posições.

Mitzna disse à rádio israelense que se Sharon apoiasse o novo plano de paz, a oposição estaria pronta para apoiar o governo na formação do que ele chamou de uma coalizão da paz.