Excrescência

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 4 de junho de 2007 as 14:58, por: cdb

Está nas mãos dos ministros do Superior Tribunal de Justiça a decisão de pôr fim a uma excrescência brasileira: a cobrança de assinatura para telefones fixos, que leva do usuário R$ 421 anuais por aparelho, mesmo que ele não dê uma só ligação. Traduzindo: cobrando essa espécie de pedágio, as operadoras ganham cerca de R$ 4 bilhões/ano, sem fazerem a menor força, além de cobrarem tarifas em cada ligação. No primeiro julgamento, o relator do processo, acompanhado por mais um ministro, votou pela legalidade da cobrança, e a sessão foi então interrompida. Mas ainda resta a esperança  que voltem atrás e mudem a decisão.

TV na internet

Não adianta as emissoras de televisão e as operadoras de TV por assinatura se desesperarem. O avanço tecnológico é implacável e o futuro que nos espera é a IPTV (TV pela internet). Mais dia, menos dia, ao invés de pagar caríssimas contas de TV por assinatura em troca de uma programação medíocre, poderemos assistir a todos os canais pela internet. Será a democratização da informação, que tarda mas não falha.

Aquecimento

Não bastassem todos os danos que o aquecimento global prenuncia, um estudo patrocinado pelo Grupo Consultivo sobre Pesquisas Agrícolas Internacionais indica que até mesmo a adaptação de algumas lavouras ao novo clima deve ser prejudicada: diversas variedades selvagens de batata, amendoim e feijão-de-corda podem se extinguir até 2055 devido ao aquecimento, limitando a possibilidade de melhoramento genético das variedades hoje em cultivo. E os governantes de praticamente todos os países, incluindo o Brasil, continuam a permitir a destruição do meio ambiente.

Morte anunciada

Todos os índices de poluição aumentam na China. Algumas cidades, como Pequim, registraram mais de 90 dias “poluídos” este ano. Um trecho de um quilômetro do famoso Rio Amarelo, o segundo mais longo da China, freqüentemente troca de cor, por causa da poluição. Na verdade, o Rio Amarelo, que abastece 12% dos habitantes do país e 15% dos cultivos, está poluído em quase três quartos de seu curso. É uma morte anunciada e mais do que prevista.

Medo infantil

Está errada a pesquisa apontando que as crianças e adolescentes brasileiros têm mais medo de terrorismo e aids do que as americanas, e numa escala de estresse ficam no topo, à frente até das japonesas. Criança brasileira nem sabe o que é terrorismo, embora saiba muito bem o que é violência ou bala perdida. Na verdade, criança brasileira tem todos os motivos para ficar com medo até de sair à rua.

Baixo Alice

Diante do descaso das autoridades, o colunista se vê obrigado a voltar ao assunto: a situação no chamado Baixo Alice chegou a tal ponto que agora os pedestres foram realmente lançados no olho da rua.  Além de ocuparem as duas calçadas, a Tasca do Edgar e o Bar do Serafim passaram a posicionar suas mesas no asfalto, e à noite agora na Rua Alice só passa um automóvel ou micro-ônibus de cada vez. Se for caminhão ou ônibus, o motorista tem de saltar e pedir para afastarem as mesas. Parece brincadeira, mas é verdade.

Incentivo

O Japan Bank International Cooperation vai liberar R$ 1,3 bilhão para incentivar a produção de etanol e biodiesel no Brasil. Os juros serão baixíssimos – de 0,75% a 2,25% ao ano, para pagamento em 35 anos, com carência mínima de 10 anos. Como os menores juros brasileiros são hoje de 12% ao ano, não dá nem para comparar.