Ex-vice-presidente do Banco Mundial diz que BC brasileiro exagerou nos juros

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 28 de agosto de 2003 as 22:45, por: cdb

A queda do PIB brasileiro comprova que a política monetária do Banco Central brasileiro deu muito mais importância à inflação do que ao crescimento, segundo avaliação do prêmio Nobel de Economia de 2001 e ex-vice-presidente do Banco Mundial, Joseph Stiglitz.

– O resultado poderia ter sido melhor se eles tivessem aplicado uma política monetária menos rigorosa. Nesse caso, ao invés de uma queda, o PIB poderia ter mantido o crescimento – disse.

Em seminário sobre novos modelos de desenvolvimento, Stiglitz disse que os juros altos, usados para controlar a inflação, agravam em vez de resolver o problema brasileiro, e que a estabilização da economia não é um fim em si mesma.

– A inflação não é uma variável única. Não é final. Os bons bancos centrais devem adaptar suas políticas para atender às circunstâncias da economia – completou.

Stiglitz disse ainda que, visto isoladamente, o resultado do PIB no trimestre mostra que a economia brasileira entrou em recessão.