Ex-presidente da Bolívia quer investigação sobre sua saída do governo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 13 de setembro de 2004 as 03:48, por: cdb

O ex-presidente da Bolívia Gonzalo Sánchez de Lozada  exigiu uma investigação para esclarecer as reponsabilidades o que ocorreu no período a sua queda, em outubro de 2003. Lozada acusa “outros atores” políticos, em lusão aos líderes rebeldes, pela violência que precedeu a sua saída do governo.

— Ainvestigação é muito urgente, muito necessária porque é preciso identificar a fundo todos os atores.( …) Eu sou o primeiro a querer esclarecer e responder pelo que tenha feito, quero de uma vez enterrar os rumores de que eu fui embora com dinheiro ou que fui o artífice dessa violência.

Refugiado nos Estados Unidos, o ex-presidente reapareceu em seu país, aproximadamente 11 meses depois de sua saída em uma mensagem gravada divulgada por vários canais de televisão. Em seu pronunciamento, de apenas dois minutos, o ex-governante disse que não pretende ser mais causa de confrontos ou de polarização na Bolívia.