Ex-presidente Bush se preocupa com marcha solitária do filho

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 9 de março de 2003 as 16:57, por: cdb

O ex-presidente George Bush admitiu estar preocupado com “a marcha difícil e solitária ” de seu filho, entretanto afirmou que ele está disposto a tomar a decisão de decretar uma guerra preventiva contra o Iraque.

“A decisão de entrar em guerra não pode ser tomada por uma comissão ou por um general. Deve ser tomada por uma só pessoa, o presidente”, afirma o ex-presidente na edição do semanário Time que chega as bancas na próxima segunda-feira. “É meu trabalho estar preocupado”, acrescenta Bush, de 79 anos, sobre seu filho.

Sua inquietude é a ” de um pai que vê seu filho em uma marcha difícil e solitária e que sabe que pode ser a única pessoa no planeta que pode compreender completamente as angústias do presidente”.

“É a decisão mais difícil que um presidente tem que tomar: enviar os filhos e filhas de americanos aos campos de batalha. Eu mesmo estava muito ansioso às vésperas do envio de tropas americanas ao Panamá (1989).

Hoje estima-se que Saddam Hussein é muito menos poderoso que antes de 1991. Nessa época (Saddan) pensava que os americanos não podiam combatê-lo. Agora não tem certeza.