Ex-estagiária diz que teve caso com John F. Kennedy

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 16 de maio de 2003 as 00:46, por: cdb

Uma ex-estagiária da Casa Branca admitiu publicamente esta quinta-feira, em Nova York, que teve um relacionamento com o presidente John F. Kennedy há 40 anos, e pediu à imprensa que respeite sua privacidade.

Através de um comunicado, Mimi Fahnestock, 60, informou que teve um relacionamento com Kennedy entre junho de 1962 e novembro de 1963, mês em que o presidente foi assassinado. Na época, a então estagiária tinha 19 anos de idade.

O caso foi revelado pelo historiador Robert Dallek na biografia “An Unfinished Life: John F. Kennedy, 1917-1963”. O livro, lançado esta semana, não cita o nome da estagiária, apenas sua idade.

– Nos últimos 41 anos, este foi um assunto sobre o qual eu não falei. Em vista da recente cobertura da imprensa, revelei este relacionamento para meus filhos e minha família, que me deram total apoio. Não falarei mais sobre este assunto. Peço que a imprensa respeite a minha privacidade e a privacidade da minha família – disse Mimi.
Apesar de Dallek ter citado rapidamente o relacionamento em seu livro, as semelhanças com o caso amoroso entre o ex-presidente Bill Clinton e a ex-estagiária da Casa Branca Monica Lewinsky chamaram a atenção da imprensa.