Evento discute perspectivas para novos gasodutos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 8 de outubro de 2009 as 14:29, por: cdb

As perspectivas de investimento, interligação e crescimento da malha de gasodutos serão discutidos na conferência que a IBC – International Business Communications – estará promovendo nos dias 27 e 28 deste mês de outubro, no Rio de Janeiro.

Executivos da ANP, Petrobras, BNDES e Transpetro, entre outros, falarão sobre as oportunidades de negócio e demanda para investimentos. Dois workshops sobre gestão de projetos para investimento em dutos e novas tecnologias completam a programação.

O evento terá início com um painel de debates sobre os investimentos destinados aos gasodutos que reunirá especialistas do governo federal, Petrobras, BNDES, Gasmig e GasNet. Entre os assuntos que serão abordados estão os projetos em andamento, desafios para o setor e financiamento de projetos em tempos de crise.

Já os impactos da nova Lei do Gás para a regulamentação de gasodutos serão discutidos pelo advogado sênior da Pinheiro Neto Advogados, Leonardo Miranda. Outro destaque do encontro é a apresentação da sócia para o setor ambiental da Siqueira Advogados, Simone Nogueira.

A advogada analisará as consequências e entraves do licenciamento ambiental para obras e novos projetos de gasodutos. A conferência trará ainda detalhes de projetos realizados. O diretor da Geocompany, Roberto Kochen, falará sobre o Campo de Mexilhão. Já o diretor da TBG, Richard Olm, abordará a construção do gasoduto Brasil-Bolívia.

Por fim, o gerente de operações da Techint Engenharia, Sergio Grilo, explanará sobre o Gasduc III. Após a sessão principal, dois workshops encerrarão os trabalhos. O primeiro, liderado por especialistas da Petrobras e da The Spider Team/X25, enfocará a gestão de projetos e o planejamento estratégico para investimento em novos dutos.

No segundo encontro, o especialista em regulação da ANP, Marcelo Bunn Bergamashi, e executivos da Transpetro mostrarão como as novas tecnologias podem trabalhar a favor do investidor em dutos.