Europa de mal a pior

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 21 de junho de 2011 as 08:27, por: cdb

Na Europa, as coisas estão muito mal paradas. Olli Rehn, comissário de Economia europeu condicionou a ajuda da União Europeia à Grécia a mais cortes de gastos.

Atenas tem até o próximo dia 3 para aprovar um plano de cortes de mais 28 bi de euros para poder receber a 5ª parcela do pacote de ajuda financeira, de 12 bilhões de euros. Se não receber os recursos, o governo grego poderá declarar moratória em meados do mês que vem, porque simplesmente não terá como pagar as dívidas a vencer.

Enquanto isso, os países do euro fazem suas apostas no Parlamento da Grécia para aprove a estratégia fiscal de médio prazo e o programa de privatizações até o final deste mês.

Abismo

São por essas e por outras que a Europa caminha para o abismo. Com planos como esses, não se chega a solução alguma para os países, apenas alcança-se alguma proteção para os bancos alemães e franceses. A questão, agora, é saber, não se o parlamento vai aprovar mais cortes e a privatização em série, mas se o povo grego vai aceitar as suas medidas.