EUA têm provas de que o Irã está construindo instalações nucleares

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 12 de dezembro de 2002 as 23:23, por: cdb

Os Estados Unidos dispõem de novas evidências de que o Irã está construindo grandes instalações nucleares que, até agora, eram mantidas em sigilo. A revelação foi feita por altos funcionários da Casa Branca à CNN.

Fotos comerciais de satélite, tiradas em setembro, mostram uma instalação nuclear perto da cidade de Natanz e uma outra nos arredores de Arak, disseram as autoridades.

A Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea) informou que seus inspetores não puderam visitar os dois locais.

Segundo as fontes da Casa Branca, as instalações flagradas pelos satélites são de tipo e tamanho que sugerem fortemente que o Irã esteja no caminho para desenvolver armas nucleares.

David Albright, especialista em armas nucleares, concordou com a teoria, chamando a atenção tanto para o tamanho das instalações como para o segredo feito pelo Irã.

“Parece que o Irã está construindo algo muito grande, que poderia ser parte de um esforço para produzir os materiais necessários para fabricar armas nucleares”, disse.

Albright chefia o Instituto para Ciência e Segurança Internacional (ISIS), que identificou as fotografias.

O ISIS é uma organização apartidária e sem fins lucrativos, que se dedica a meios de conter o alastramento de armas nucleares.

O flagrante feito pelo satélite nos arredores de Arak foi o que mais impressionou os especialistas.

“É uma usina a água pesada”, comentou Corey Hinderstein, também membro do ISIS. “É muito parecida com outras usinas a água pesada que vimos em lugares como o Paquistão”.

Para o serviço de inteligência norte-americano, os prédios em Natanz têm a forma de uma usina de enriquecimento de urânio. Técnicos civis dividem a mesma opinião.

“Acreditamos que seja uma usina de enriquecimento de urânio”, disse Hinderstein. “Poderia ser uma instalação de centrífuga”.

O Irã declarou publicamente ter um programa nuclear em Bushehr, o qual, segundo seu embaixador nas Nações Unidas, tem capacidade apenas para gerar energia com fins civis.

“Posso lhes dizer categoricamente que o Irã não tem um programa de armas nucleares”, declarou o embaixador Javad Zarif. “Qualquer instalação…. se estiver relacionada à tecnologia nuclear, encaixa-se em nosso programa nuclear de uso pacífico”.

Um porta-voz da Aiea, em Viena, confirmou que a agência está tentando obter acesso aos dois locais suspeitos e que, até agora, o Irã bloqueou suas tentativas.